TOMARA QUE VIRE

SÃO PAULO(torço, e muito) – Lembram no ano passado, quando a gente deu no Grande Prêmio a notícia de que o Felipe Massa estava por trás da criação de duas categorias nacionais com a Fiat? Uma de monopostos, a outra usando o sedã Linea. Foi o Bruno Vicária, hoje no site Tazio, quem levantou a história.

Pois vai sair mesmo, como relata Rodrigo Mattar em seu blog hoje. O Linea até já está sendo testado.

Por enquanto, até onde se sabe, não tem CBA no meio. Uma hora entra, claro. Mas o que quero dizer é que as categorias nascerão apesar da CBA, não por causa dela, se é que me entendem.

Com a Fiat e Massa por trás, é algo, como se diz hoje em dia, auspicioso. E palmas para Felipe, que está mostrando que não basta ser piloto, tem de participar.

Ah, a foto foi devidamente “emprestada” do blog do Mattar.

Comentários

  • Caro Flávio,

    Faz um tempinho que não entro no Blog, mas em relação a esta matéria, conversei com alguns pilotos no final de semana em Interlagos e acho que realmente vai ser legal, pena que o custo seja próximo ao da Estoque Light, portanto, acho que esta categoria vai tirar público/pilotos da Light, sem contar que os critérios para pilotar são complicados, primeiro os amigos do Massa, depois o resto.

    Também fiquei sabendo que no ano que vem continuaremos a ter a Copa Renault Clio, mas o carro chefe será a Copa Renault Sandero, cujo carro já está montado;

  • Na revista do VELOPARK deste mês tem uma reportagem do Ademar Moro (fabricante de carros de corrida e kart) aqui do sul, aparece uma foto onde tem um Línea de corrida em fase de acabamento, acho que ele tem algo a ver com este assunto…

  • Que vire realidade porque até agora só tem enganação . A globo quer que o brasil ame a stock , fala sério aquilo é ridiculo e o pior dos piores são os pilotos que estão ali , mercenários do kara… , porque não dão um chute naquilo , não presta pra nada vão enganar outro . Eu quero corrida de verdade , motor de verdade , lata de verdade , pneu de verdade , carro de verdade .

  • Eu truco… Sem globo e CBA aqui no Brasil não rola…
    A menos que tenha show de Funk no intervalo ou algum jogador de futebol correndo…
    Fora que a mídia não liga para o esporte e sim para o número de espectadores que estão diretamente ligados ao retorno financeiro da própria mídia.