GLEN, 40

SÃO PAULO (freezing) – Hoje será um dia cheio, possivelmente de poucos posts. Mas este vale por muitos. Afinal, hoje, dia 4, faz exatamente 40 anos que Emerson Fittipaldi venceu pela primeira vez na F-1. Foi em Watkins Glen, GP dos EUA, com a Lotus #24. Vitória que acabou dando o título póstumo ao seu então companheiro Jochen Rindt. A corrida teve 108 voltas no histórico traçado de 3,7 km. Emerson liderou apenas 9 voltas. As que importavam…

Vamos celebrar Emerson. Como sempre digo, o mais importante piloto que o Brasil já teve.

Comentários

  • À parte do piloto que foi, ele e o Wilsinho foram MACHOS pra c… de montar uma equipe de Formula 1 no Brasil. Se hoje já é um desafio pra gigante, eu imagino naquela época. Podem falar o que quiserem, me chamar de babaca, puxa-saco (e estou c…gando e andando), mas quando caras como eles alcançam seus objetivos, eu fico satisfeito de verdade. Pena que nesse país tudo só as próprias piadas não viram motivo pra mais piada.

  • Linda foto…Com a pintura do Gold Leaf Team Lotus.
    Bons tempos onde Interlagos separava os homens dos meninos…Os carros de F-1 eram todos diferentes na aerodinâmica….Os capacetes eram fácilmente identificados e as corridas eram disputadas. Quem viu , viu. Quem não viu,não verá mais.

  • Parabéns pela lembrança desta data tão marcante para todos que acompanharam a carreira do Emerson e também para aqueles que mesmo vindo depois compreendem seu papel no automobilismo brasileiro.
    Mas um parabéns ainda maior para o comentário : “Como sempre digo, o mais importante piloto que o Brasil já teve”
    INDISCUTÍVEL…..é um divisor de águas, nosso automobilismo antes e depois do Emerson.

  • Emerson esteve recentemente no programa da CBN do Dan “Tom Hanks” Stulbach e se emocionou ao relatar a estada em Monza como comissário. Relatou ter recebido o livro sobre a vida do companheiro Jochen Rindt e de como aquele circuito lhe traz lembranças, boas e más. Disse que o neto está correndo nos EUA, que se aproximava o dia do 40o aniversário desta vitória e como não podia deixar de ser, transpareceu todo seu amor pelas pistas e corridas ao se emocionar ao vivo, diante tb de uma platéia. Eu no carro, engarrafado tb me emocionei, VIVA O EMERSON!!! Vida longa a você!! PARABÉNS!!

  • O carro mais bonito da F-I na época, e talvez um dos mais bonitos até os dias de hoje.
    Linda foto. Parabén EMERSON por tudo o que você fez pelo automobilismo e agradecemos voce por ter nos dado tantas alegrias e trazido ao Brasil o que há de melhor do automobilismo mundial.
    Gravei todas as provas, sendo que as primeiras na F-I nem em cores eram transmitidas – ou eram e não tínhamos as televisões apropriadas aqui no Brasil. Tinham algumas com uma tela adicional com faixas coloridas que davam a sensação de serem a cores…
    Parabéns novamente pelos 40 anos de vitórias, ganhando corridas ou não !

    VIVA o EMO !!!!!!

  • existe um dvd “emerson fittipaldi 72 e 74 bicampeâo na f1 “, com cenas das corridas junto com uma série de fotos raras dos arquivos dele. depoimentos, detalhes dos carros e das pistas . dvd este produzido pela revista quatro rodas . há uns cinco ou mais anos .

  • Excepcional piloto que foi, merece todas as homenagens, quase tudo foi lembrado aqui,
    _ Ganhou na F1 e na Indy.
    _ Teve longuíssima e vitoriosa carreira do primeiro título em 72 a última vitória em Indianapólis 93, são 21 ANOS!!!!
    _Quando começou era com Rindt , Peterson, Hill, Brabham! E venceu.
    _No último pódio estava lá ao lado do iniciante Piquet em sua primeira vitória, correndo com um carro bem inferior.

    Mas foi esquecido ou não tem fãs. Não sei se é a falta de interesse do brasileiro ou se foi a passagem do Marqueteiro da Silva pela F1, que parece ter apagado da memória do brasileiro, graças a influência da Globo, tudo que foi feito antes dele.
    Nos cinquenta anos do Senna, na imprensa e aqui mesmo neste blog , foram semanas de recordações. Para o Rato uma nota e cinquenta breves comentários (melhor que nada mas muito pouco), e no JN apareceu algo?
    O automobilismo brasileiro vai perdendo seu passado e ficando sem futuro.Nos cinquentenário desta corrida ninguém vai nem se lembrar quem foi Fittipaldi.
    Seria muito legal se quem tem os direitos ( a Globo provavelmente) reprisasse as temporadas passadas, talvez um compacto de 30 min antes das corridas , já ajudaria muito.