MENU

terça-feira, 5 de outubro de 2010 - 15:18F-1

PETER WARR, 72

SÃO PAULO – Morreu ontem na França o inglês Peter Warr, 72 anos. Ex-piloto, ele foi alçado à condição de chefe da Lotus por Colin Chapman em 1969. Sob seu comando, Emerson conquistou o título de 1972. Em 1985, Warr bateu de frente com a imprensa inglesa, apaixonada por Mansell, e levou Senna para a equipe (na foto, Ayrton em seu primeiro ano no time).

Warr trabalhou também na Wolf e na Fittipaldi antes de voltar à Lotus, nos anos 80. Era uma figura querida na F-1. Quando comecei a cobrir F-1, em 1988, ele ainda militava na categoria. Apesar dos maus momentos que a Lotus começava a viver, e que culminariam com sua saída da categoria, em 1994, era gentil e cordato, sereno o tempo todo. Um “racer”. Fará falta.

14 comentários

  1. Orlando Salomone disse:

    Mais um dos bons que se vai.

  2. Na foto onde começa o vídeo há a foto da equipe. Os dois do meio estão fora de circulação, o Chapman conversando com jacarés em Mato Grosso e Peter War morto há apenas uns dias atrás.

  3. Roberto Da Silva Zullino Para comemorar o campeonato do Emerson de 1972 os mecânicos gravaram um disco. Disponível para compra por 60 libras no site do Classic Tema Lotus.
    Informação trazida pelo forista Mike the Spike do Forum Faster: http://www.f1total.net/forum/viewtopic.php?f=1&t=3678&start=15000&p=79358#p79358
    Link para o youtube:http://www.youtube.com/v/FSHSJnT_osY

  4. Paulo Emilio disse:

    Triste noticia para começar o dia ! Clark , Rindt , Hill , Peterson, Colin Chapman e agora Peter Warr , alguns dos grandes nomes que fizeram a verdadeira LOTUS , já não estão entre nós ! Para que não conheceu a importãncia deste inglês , sugiro assistir ao filme O FABULOSO FITTIPALDI e ao documentário IF YOU’RE NOT WINNING…YOU ARE NOT TRYING de 1973 sobre a equipe Lotus ! R I P.

  5. Notícia triste Flavio. Essa era a verdadeira Lotus.

  6. Roberto Martinez disse:

    Um dos tradicionais chefes de equipe, como foram os principais “garagistas” da F1 ,C. Chapman, K.Tyrrel, T. Mayer , F.Williams, B.Eclestone. Entre outras, trabalhou com as duas Lotus preta e dourada, a de 72 e a de 85/86 , além da equipe Fittipaldi…
    Bela história…

  7. Paulo F. disse:

    A F1 ficou um pouco menor.

  8. Sérgio Barros disse:

    Pena que nem ele nem o Senna juntos foram suficientes para amenizar os efeitos da eminência parda da equipe, o Gerard Ducarruge.

    O pior de tudo que que os que tem vindo são produtos de balanços financeiros e marketing, liderados agora pelo Domenicalli – quanta decadência…

  9. Smirkoff disse:

    O Peter Warr ganhou a corrida inaugural do autódromo de Suzuka, em 1963, a bordo de um protótipo Lotus. Neste fim de semana espero que façam alguma homenagem a respeito aproveitando a presença do nome Lotus de volta à pista.

  10. Fowler T. Braga Filho disse:

    Eu já ando meio depressivo por conta de um monte de perdas de pessoas amigasqueridas e meus bichos.Mais uma … a fila está andando depressa demais para o meu gosto.

  11. Rodrigo disse:

    Conheci ele pelas revistas da década de 70 e 80, mas sabia pouco a seu respeito. Há uns 3 meses encontrei em um cebo uma Placar de 1977, que tinha um reportagem sobre ele e sua trasnferência para a Wolf. Foi por conta desta reportagem que soube que ele também tinha pilotado.

  12. Leo disse:

    Fórmula-1 mais belo de todos os tempos.

  13. Mauro José Santana Júnior disse:

    Sem dúvida, Peter Warr fará muita falta!

  14. Mauro Rodrigues Junior disse:

    Uma geração de dirigentes como Ron Dennis, Frank Willians e Jack Stewart tinham em Peter Warr uma espécie de guru.

    Já fazia falta na F1.

    Fará ainda mais agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>