DICA DO DIA

SÃO PAULO(de chorar) – Meio do nada, o Américo Teixeira Jr. publicou um texto em seu blog que é uma lição de vida e de amor não só à Fórmula 1, mas sobretudo à profissão que escolheu.

Fala de seu primeiro encontro com um carro de F-1, numa distante tarde de abril de 1984, quando foi entrevistar Emerson Fittipaldi, seu ídolo maior. Esse Copersucar aí embaixo, o F5.

Esse moço é um exemplo para todos nós.

doamerico

Comentários