MENU

segunda-feira, 20 de junho de 2016 - 18:27Automobilismo internacional

LE MANS, LE MANS

chrishoy

SÃO PAULO (lindo demais) – Reproduzo postagem do infalível Rodrigo Mattar no Facebook:

Este é Chris Hoy. Cavaleiro do império britânico. Onze vezes campeão mundial de ciclismo. Seis vezes medalhista olímpico em sua modalidade. Disputou hoje sua primeira 24h de Le Mans, aos 40 anos. Terminou a corrida em 17º lugar na geral. CHOROU DE EMOÇÃO. O COB deveria ver essa foto. Para pensar na CAGADA que foi contribuir para a extinção do Autódromo de Jacarepaguá, entregando de bandeja o terreno do “Parque Olímpico” para a especulação imobiliária. Em Sochi o olimpismo convive com o esporte a motor. Só aqui que não. País de merda, esse.

Não preciso dizer que concordo com tudo. Mas, mais do que isso, me emociona a foto. É bom repetir: seis ouros em Olimpíadas, sendo três delas na mesma edição, em 2008. Terminou Le Mans em 17º lugar. Chorou.

Como choramos todos ao ver o quadriamputado Fréderic Sausset na pista. Incrível. Coisas que só o automobilismo faz por nós.

14 comentários

  1. Adriano disse:

    Uma alternativa para minimizar a cagada que fizeram ao destruir o autódromo de Jacarepaguá seria desenhar um circuito na própria cidade olímpica.
    Nem nisso pensaram.

  2. Jorge Roberto disse:

    A dedicação dele foi digna de seus resultados nos velódromos pelo mundo. Largou uma carreira vitoriosa no velódromo ( Capitão da seleção Britânica e ouro na Velocidade por Equipes e no Keirin em Londres 2012 ) para ingressar no automobilismo correndo provas regionais ( Ginetta Cup Britânica ) até chegar na equipe oficial da Nissan. Neste meio tempo perdeu bastante peso, massa muscular, para se adaptar a nova empreitada, mas manteve as mesmas características que diferencia o vencedor, a lenda, do reles mortal: força de vontade, dedicação, paixão e coragem. Ah, e ele ainda é consultor e embaixador da Real Federação Britânica de Ciclismo. Sir @chrishoy

  3. Mickey disse:

    Sobre esportes no Brasil, lembro do texto “O fiasco de todos nós”, que o Flávio Gomes escreveu em referências às Olimpídas de 2000, e que continua muito pertinente — e deve continuar por muito tempo.

    https://colunaswarmup.wordpress.com/2013/09/01/o-fiasco-de-todos-nos-29092000/

    No Brasil, prevalece o imediatismo e falta total de senso de coletivo. Por isso que, no fim, nem nos esportes (outrora considerados bons e sempre favoritos) as coisas funcionam bem.

  4. Paulo Z disse:

    Eu tenho uma teoria de que o Brasil está entrando em um período negro nos esportes de maneira geral….F1, futebol, volei, etc…essa molecada atleta de hoje perdeu os valores de antigamente. Patriotismo, honra….acabou tdo.. encheram eles de dinheiro precocemente, ai junta o despreparo emocional, falta de educação….ta aí resultado. E pensar que um dia fomos reis na F1, Futebol…..isso tdo é muito triste!

    • J Fernando disse:

      A F1 é um esporte muito caro, não surgirá um grande piloto brasileiro assim de uma hora para outra.
      Nos demais esportes ditos populares, como futebol e vôlei, a possibilidade de surgimento de grandes atletas é muito maior. Neste quesito, concordo: o endinheiramento precoce está tornando muitos jogadores que poderiam ser craques em atletas medíocres.

  5. ags disse:

    Não é por nada viu…mas quando vce quer falar coisas certas..e fuder com a cabeças desses amebas políticos.. vce arrasa.. Vai que um dia eu verei vce eleito..e mudar essa merdha,,, da CBA. e parar de deixar o esporte largado..O rj não tem como fazer outro circuito..acabou …melhor é cuidar do que ainda temos nesse pinico chamado brasil( sem letras maiúsculas mesmo)… temos que limpar esse pais……………

  6. Mickey disse:

    Só agora reparei no Nissan GT Academy PlayStation.

  7. sandro disse:

    Concordo com tudo, mais ainda pelo “país de merda”.

  8. Estevão Busato disse:

    Cacetada, esses dois últimos posts foram demais para meu coração. Razão do Mattar e sensibilidade da Porsche.
    Abs.

  9. moisesimoes disse:

    - Nunca pensei ver algo parecido. Realmente incrível. E ainda tem animal que abre a boca pra dizer que automobilismo não é esporte.
    Na onda da alienação das olim piadas, não houve um projeto alternativo de uma autoridade competente que fizesse algo similar a Sochi. Fede a propina de longe! Eu Lembro do post do Mattar com a foto da escavadeira arrancando o asfalto na crueldade. Vergonha o que aconteceu com Jacarépaguá – eu que sonhava com o oval sendo usado novamente pela Indy ou uma corrida de stock…

  10. Gabriel Vargas disse:

    Que legal. O Chris Roy foi um ciclista de pista muito querido pelos fãs, muito carismático e sempre foi daquele tipo de atleta que dá gosto de ver correr e vencer. Ele é isso mesmo que foi mostrado aí em cima.

  11. Felipe Souza disse:

    E ainda acho que se o autódromo fosse poupado nesse momento, morreria depois pelas reclamações dos novos moradores do bairro sobre o barulho das corridas, como no AIC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>