MENU

domingo, 14 de julho de 2019 - 13:00F-1

GRANDE BRETANHA (3): DEU 01

ingd196

Sexta vitória de Hamilton na Inglaterra: “Te amo, Silverstone!”

RIO (Silverstone, sua linda!) – Pista velha é que faz corrida boa, diz aquela canção. Silverstone é dessas, é das minhas. Fiquem com suas áreas de escape asfaltadas, boxes com ar condicionado, camarotes VIP e curvinhas de esquina. Eu sou mais as antigas. É nelas que o pau come.

Vimos hoje mais uma prova redentora de uma Fórmula 1 que, apesar de previsível nos resultados, consegue a façanha de oferecer dois GPs seguidos que entram para a categoria de inesquecíveis — a outra foi a da Áustria, para quem não se lembra.

A vitória de Hamilton não surpreendeu — foi a sétima no ano, em dez corridas. A dobradinha da Mercedes, muito menos — também sete nesta temporada de absoluto domínio prateado. Mas o que vale é o caminho, não o destino. E o caminho das 52 voltas do GP da Inglaterra foi repleto de aventuras para os protagonistas contarem aos seus netos, ainda que o resultado tenha sido o esperado.

Hamilton teve sua cota de sorte numa prova que começou com um Bottas incrivelmente veloz e combativo a partir da pole. Ele pulou na frente na largada e resistiu aos ataques do companheiro com valentia e talento. O ponto alto da briga se deu na quarta volta, quando Lewis chegou a passar, mas tomou o troco numa pista de velocidades alucinantes.

Valtteri não conseguia desgarrar do inglês e as diferenças quase nunca passavam de 1s. Enquanto isso, a turma que vinha atrás tratava de dar espetáculo, também. Na 11ª volta, Verstappen, em quarto, partiu para cima de Leclerc e trouxe junto Vettel e Gasly. A luta foi tão bela quanto intensa, mas quem conseguiu passar foi o francês da Red Bull, seguindo imediatamente para o box para abrir a primeira janela de pit stops.

Três voltas depois, Leclerc e Max pararam juntos e o holandês saiu na frente por centímetros graças ao trabalho mais rápido dos mecânicos da Red Bull. Mas cometeu um pequeno erro logo que voltou à pista e acabou perdendo a posição de novo para o monegasco. A partir daí, a reedição do que acontecera na Áustria passou a ser a grande atração da corrida, uma disputa excepcional com Charlinho decidido a não permitir que seu novo/velho rival levasse a melhor de novo.

hardy

Bottas: não é fácil, a vida

Na volta 17, Bottas parou. Colocou médios, indicando que seria necessário um segundo pit stop. Lewis assumiu a ponta e esticou um pouco seu primeiro stint para tentar ganhar a posição do companheiro nos boxes. Foi quando a sorte sorriu para o inglês, na 20ª volta. Lá atrás, Giovinazzi rodou sozinho e atolou na brita. O safety-car entrou e Hamilton aproveitou: correu para os boxes, colocou pneus duros para ir até o fim e não perdeu a ponta. Bottas, dentro do capacete, lamentou: oh, céus, oh, dia, oh, vida!

Não foi só Hamilton que aproveitou o safety-car para trocar pneus. Vettel entrou e colocou duros. Verstappen, que já tinha repetido os médios na primeira parada, também foi para os compostos mais resistentes. Mas Leclerc, não.

A Ferrari bobeou e só chamou o jovem de bochechas rosadas na volta seguinte. Ele acabou perdendo tempo e três posições, caindo para sexto. A ordem, quando o safety-car deixou a pista na volta 24, era Hamilton, Bottas, Vettel, Gasly, Verstappen e Leclerc nas seis primeiras colocações.

Na relargada, Charlinho partiu para cima de Max de novo e mais uma vez a disputa encheu os olhos. O rubro-taurino se segurou e pouco depois passou Gasly sem que o francês oferecesse resistência.

Hamilton, nessa hora, passou a controlar a corrida como queria. Sabia que Bottas teria de parar de novo e não seria uma ameaça. Mesmo que tivesse de fazer um segundo pit stop, estava na frente, com alguma margem de segurança. Leclerc demorou para passar Gasly, só conseguindo a quinta posição na volta 36, e se distanciou um pouco da briga pelo pódio. E Max, claro, foi para cima de Vettel para buscar o terceiro lugar. Na 37ª volta, passou. O alemão tentou dar o troco, mas errou o cálculo na freada e encheu a traseira da Red Bull. Foi o momento mais dramático da corrida.

ingd199a

Vettel acerta Verstappen: errou feio, admitiu e foi pedir desculpas

Vettel teve de trocar o bico, caiu para a última posição, assumiu o erro e se desculpou depois da corrida assim que saiu do carro. Max ainda estava dentro do cockpit quando o alemão foi até ele para pedir perdão. Aceitou. O holandês conseguiu voltar à pista, apesar da pancada. Mas acabou perdendo duas posições, para Leclerc e Gasly, ficou muito longe do francês e terminou a prova em quinto.

Daí para a frente, as coisas se acalmaram um pouco para os primeiros colocados. Bottas parou na volta 46, colocou pneus macios para tentar a volta mais rápida, mas nem isso conseguiu. Com pneus duros velhos, Hamilton ganhou o ponto extra na última volta, com requintes de crueldade, como se diz. Restou para o público apreciar a batalha ferrenha entre Sainz Jr. e Ricciardo pelo sétimo lugar, com o espanhol resistindo bravamente e se tornando o “primeiro dos outros”, com uma atuação excepcional — largara em 13º. Raikkonen, Kvyat (que largou de 17º) e Hülkenberg fecharam os pontos.

Hamilton fez muita festa diante de seu público e se tornou o maior vencedor da história dos GPs da Inglaterra, com seis triunfos. “Eu amo Silverstone!”, comemorou. Chegou a 80 vitórias na carreira e ampliou sua vantagem no Mundial para 39 pontos sobre Bottas, 223 x 184. Não perde o título, são favas contadas. Mas mesmo que ganhe todas as corridas até o fim do ano, não tem importância. Se os espetáculos forem bonitos como o de hoje, está de bom tamanho.

191 comentários

  1. ms disse:

    sem maiores delongas pode-se dizer o seguinte: Vettel acabou ! agora fica o seguinte mistério a ser decifrado: como um piloto que vence quatro temporadas seguidas tenha depois disso um desempenho tão pífio como vettel vem tendo.?? o cara guiou pacas nas quatro temporadas em que foi vencedor e….parou nisso??….acho que alonso acabou fazendo escola….

    • Felipe disse:

      Problema com o carro que depois das ultimas modificações não está casando com seu estilo de pilotagem. E teve problema com a asa móvel no treino, largou em sexto. Na corrida anterior o carro quebrou nem participou do Q3. Mesmo assim nas duas conseguiu ir pra frente.

    • Vai Vettel! disse:

      Só falou bobagens. O cara continua guiando pacas! Um erro e já querem enterrar o cara,
      Você é mais uma viúva camuflada.

      • ms disse:

        só quero saber onde está aquele vettel imbatível que venceu os campeonatos de 2010, 2011, 2012 e 2013 e que tem um total de 52 vitórias na f1 ……será que vettel só conseguiu vencer aqueles campeonatos porque se beneficiou de uma entressafra de pilotos que não eram lá grande coisa que corriam naquele período ??…ao que tudo indica…..sua trajetória diz que sim….

      • McLaren-12 disse:

        Um erro por corrida…

      • Vai Vettel! disse:

        MS, você está dizendo que Hamilton e Alonso, só para ficar nos dois, são pilotos de entressafra?

      • ms disse:

        digamos que naquele período hamiltom ainda não havia desabrochado todas suas pontecialidades e que ainda estava num “processo de maturação como piloto” ( que parece que nunca terá fim pq a cada corrida o piloto inglês nos surpreende nas pistas com algum novo lance de ousadia, criatividade e maturidade.tirando sempre algum coelho da cartola….) hamiltom tb demonstra ter grande sabedoria pq pilota “o suficiente pro o gasto” ou seja pra vencer suas corridas e nada mais….. sendo os títulos que conquista apenas consequência dessa estratégia……agora…. alonso acabou se transformando numa figura patética, num piloto sem credibilidade, sem eficácia e inexpressivo no circo da f1…. que acabou se transformando nisso pelo simples fato de “não mostrar serviço”…. o que é um pecado mortal para qualquer piloto….

      • Vai Vettel! disse:

        Hamilton foi vice em 2007 e campeão em 2008 e você quer me convencer que a partir de 2010 ele ainda não havia desabrochado?
        Conta outra!

        Alonso mostrou serviço e foi muito combativo até 2013, dando um suadouro no Vettel em 2010 e 2012, quando a RBR não tinha esse foguete todo que dizem. Ele só se mostrou inexpressivo ao voltar para a irreconhecível McLaren.
        Conta outra!

      • ms disse:

        o problema de vcs é querer defender aquilo que é indefensável….Tô fora !

      • Vai Vettel! disse:

        O problema de vocês é a falta de argumentos diante dos fatos.

      • McLaren-12 disse:

        Usa só o outro nick. Todo mundo sabe quem você é.

      • Vai Vettel! disse:

        A frase também serve pra você, viuvinha: vocês ficam sem argumentos diante dos fatos.

  2. Mônica disse:

    O meu gatão (que amo muito), quieto como é do seu jeito, pontuou mais uma vez com a limitada Alfa Romeo.
    Não importa a equipe, ele consegue levar o carro à zona de pontos.

    #IceKiss

  3. emerson57 disse:

    Seu Amiltu lakrou 2019. Já é campeão.
    Do jeito que a koisa vai, se o menino aprender fritar hambúrguer, vai ser embaixador quando se aposentar, talquei?

  4. willian hoffmann disse:

    Não teria sido melhor a Ferrari ter dispensado o Vettel e ter ficado com a dupla Raikkonem/Le Clerc ?

  5. fredy disse:

    Foi só eu, ou alguém mais ficou com a sensação de que um safety car virtual resolveria ali naquela situação, e que a entrada do carro de segurança foi um presente ao piloto da casa?
    Vettel mais uma vez pífio. Não lembra em nada o piloto que surgiu como prodígio em 2008.
    Vestapen e leclerc são o futuro. Afirmação parece óbvia, mas ferrari tem que entender isso o mais rápido possível.

  6. antonio f f nunes disse:

    Realmente foi uma bela corrida , mas a narração com o Galvão tá complicada!! Melhor seria deixar com a turma da sportv!!

  7. Ricardo Bigliazzi disse:

    Digno de nota mencionar mais uma boa performance do motor HONDA, empurrou uma barbaridade a RedBull, que conseguiria mais um pódio a frente das Ferrari.

    Digno de nota (também) o que o Hamilton fez na ultima volta da corrida. Conquistar a melhor volta com um pneu duro com mais de 20 voltas demonstra o quão equilibrado a Mercedes é bem como a categoria que o Hamilton tem.

  8. Paulo F. disse:

    Hamilton é pule de dez ! Só muda quando o regulamento mudar. `Vai passar Shummi nas estatísticas. Toto Wolf esta dando risada sozinho. Coisa de louco!

  9. Clayton Araujo disse:

    E o Vettel segue levando uma surra do Leclerc. Fraco todo.

  10. Leonardo Koerich disse:

    O ritmo de corrida em Sylverstone é maravilhoso, alucinante!!

    Cada tomada aérea dos carros a toda velocidade na Copse/Maggotts/Becketts e Chapel, com as zebras em preto e branco num único borrão, me davam a impressão que os carros estavam a mil por hora… uma loucura!

  11. Renato F1 disse:

    Sobre a batida entre Vettel e Verstappen, acho que o primeiro foi realmente o culpado. Entretanto, a manobra de ontem me lembrou a batida entre Verstappen e Ricciardo no Azerbaijão (não me recordo o ano): o Verstappen faz meio que um zigue-zague na frente e o adversário (Vettel ou Ricciardo) tenta tirar para o lado esquerdo e o holandês fecha a porta. Quando o adversário tenta volta para cortar pelo lado direito, acaba entrando muito no vácuo e ganhando velocidade, enchendo a traseira do carro do Verstappen. Acho esta manobra dele muito perigosa. Qualquer dia, isto poderá causar um acidente mais grave.

  12. Luis Nascimento disse:

    Hamilton já é campeão. É muito mais piloto do que qualquer um na pista, além disso tem um super carro nas mãos, ou seja, é impossível perder esse campeonato.

    Vettel é piada pronta. Perdeu o pouco de respeito que tinha na F1 ao fazer mais uma lambança em Silverstone, logo na corrida mais mítica da temporada.

    Leclerc, e Verstapen são os únicos pilotos que farão frente a Hamilton na próxima temporada, isso se tiverem um carro em condições de brigar com o supercarro da Mercedes.

    Não tenho dúvida que Hamilton quebrará os recordes que pertencem a Schumacher. Arrisco a dizer que o inglês é superior ao alemão.

    • Luiz Alberto disse:

      Dá uma Haas para ele e vamos ver se ele ganha alguma coisa . Automobilismo é piloto e carro , e a qualidade dos dois fazem um piloto quase imbatível , mas sem um bom carro ,nem o melhor piloto passa do razoável .

  13. CRSJ disse:

    Uma corrida de duas gentilezas, a primeira foi o erro do Giovinazzi que ajudou o Hamilton no Pit Stop na bandeira amarela quando vinha em segundo atrás do Bottas, com isso pulou pra primeiro vencendo a corrida, e depois foi o erro do zicado Vettel em cima do Verstappen na luta pelo terceiro lugar, com isso o Leclerc herda a terceira posição agradecendo ao Vettel. Bottas fez o que o Manual manda largando na frente sem deixar o Hamilton passar, mas o Giovinazzi estragou tudo com o seu erro provocando a bandeira amarela. Hamilton está além de ser um virtual Hexa, ele já pode ser chamado de Hexa sem o carimbo, hoje ele vence até sem querer querendo.
    Vettel tem que se benzer numa igreja, ele deve está com um encosto grudado nele que pode está fazendo cometer erros, principalmente esse ano.

    • Alfredinho disse:

      Não foi o Giovinazzi quem estragou a corrida do Bottas. Quem estragou foi a equipe Mercedes que repetiu o mesmo pneu.

      Esse filme de prejudicar o segundo piloto é velho e cansei de assistir.

    • Fernando disse:

      O safety car não mudou absolutamente nada na prova. Bottas já havia parado, se Hamilton parasse antes do SC sairia junto a Bottas, 1 ou 2 segundos à frente ou atrás. Na saída do SC estavam juntos, como estariam se não houvesse a entrada do SC, e Bottas seria obrigado a fazer mais uma parada, Hamilton NÃO. Tem coisa mais óbvia do que isso? Duas paradas é o DOBRO de uma parada. Porque fazem força para “não entender” e desvalorizar uma vitória cujo mérito foi apenas de Hamilton? Ou alguém acha que Bottas no final estaria mais de 20 seg à frente de Hamilton para fazer sua segunda parada e voltar na frente?? Se acha interna! Bottas escolheu e/ou aceitou sua estratégia burra, a culpa é apenas dele. Coisa chata gente que não entende de corridas falando bobagens.

      • CRSJ disse:

        E verdade que o Hamilton é o dono da situação na Mercedes, assim como foi o Schumacher na Ferrari em cima do Rubinho, e mesmo com uma estratégia superior ao do Bottas o safety car não deixou de dar uma mãozinha pro Hamilton.

      • Alfredinho disse:

        Toda equipe de ponta que possui em chefe de equipe ajuizado, escolhe o seu campeão. Isso é fato!
        Ninguém quer repetir a Williams de 1986, que perdeu o campeonato mais fácil da história da categoria.

      • CRSJ disse:

        Apesar da guerra entre Mansell e Piquet em 1986 a Williams acabou perdendo o Mundial de Pilotos nos pneus, isso principalmente nas duas últimas etapas.

      • Alfredinho disse:

        Errado, CRSJ, Piquet e Mansell perderam o campeonato numa guerra interna durante toda a temporada. Se a equipe tivesse escolhido o candidato ao título logo de início, o campeonato já estaria faturado, no mínimo, antes das duas últimas etapas.
        A equipe McLaren não tinha o melhor carro, mas desfrutou da melhor estratégia e como exemplo, cito o último GP daquele ano. A função do Rosberg naquela corrida foi de piloto “coelho”: correr na liderança até acabar os pneus, fazendo com que os pilotos da Williams o acompanhassem nessa disputa insana. Deu no que deu.

        Volto a repetir. Os pilotos da Williams de 1986 não perderam o título na guerra dos pneus. Perderam quando dividiram os pontos ao longo do ano, enquanto Prost somava todos os pontos possíveis.

  14. Gabriel P. disse:

    Como pode uma equipe como a Ferrari errar tanto e um piloto como o Vettel idem ?
    Com tanta grana não é possível que não encontrem gente mais competente para dirigir a equipe e é inacreditável um piloto que dificilmente cometia erros, agora não passar uma corrida sem cometê-los.
    Quanto a Verstappen só estou vendo a hora em que ele vai se acidentar feio ou machucar alguém, pois uma hora dessas seu “arrojo” pode dar errado e perder a graça..

  15. Rodrigo Aires disse:

    Eu não acho que é culpa do Vettel. A culpa é da Ferrari, sua bagunça, sua falta de comando. Estamos em 2019 com a equipe tendo um novo Team Principal, algo que é não pra ficar trocando desse jeito, só quem faz isso, e nem todas, são as equipes de baixo. A Red Bull por exemplo, mesmo sem ganhar tantas corridas como na época dos títulos, manteve o Horner.
    Quando você tem uma bagunça interna dessas, desmotiva o cara a ter a concentração total dentro da pista. Inclusive o fato da perda da apelação no Canadá. O cara vê o quanto a equipe não tem força pra defender ele, fazer um carro que realmente vá brigar por título e aí desmotiva total.
    É uma pena, porque é um piloto que não merecia estar ali, seria espetacular uma dupla Hamilton/Vettel na Mercedes, dois grandes pilotos em uma equipe organizada e quando erra sabe consertar sem desandar o trabalho, como foi o caso em 2016 depois da batida do Rosberg e do Hamilton.
    Enquanto a Ferrari não ter pessoas lá dentro que entendam o que é essa equipe e sua história, qualquer piloto que passar por ali vai se desmotivar com o tempo. O Leclerc creio que vai ser outro caso, nessa etapa quase cagaram com a corrida dele, deu sorte pelo acidente para herdar o pódio.

  16. Rodrigo Aires disse:

    Acho que fica chato repetir, mas é necessário. Não é uma questão de se a Haas vai trocar os pilotos, e sim quando, e aliás já demorou, o Grosjean principalmente deveria pedir pra sair , seria até respeitoso com ele e com todos.

    Se é muito caro colocar brita na França, pega as de Silverstone emprestadas e devolve depois. Enche aquela merda de brita até nos boxes se precisar.

    Safety-Car foi necessário. Podia um Stroll da vida escapar ali e dar no meio do trator. (Se bem que nem pra acidente tem competência mais esse lixo).

    É muito gratificante ver o Hamilton alcançar marcas importantes, como de maior vencedor da etapa e 80 vitórias na carreira. Eu realmente achei que ninguém ia chegar perto do Schumacher, por toda dificuldade que é vencer na F1, mas esse cara é espetacular.

    • Murillo disse:

      Cara eu acho que o Grupo Liberty tinha é que colocar mais equipes de F1 no Grid, ou deveria se preocupar com isso.
      Pq no meu ponto de vista não é impossível a Haas deixar a F1. Americano não tem muita paciência não, ou o negócio começa a dar dinheiro ou os caras vão embora, então se a Haas não começar a andar na frente acho que não terá uma vida longa da F1.

      • Rodrigo Aires disse:

        Eu até me surpreendi que eles ficaram tanto tempo já na categoria. Talvez seja pelo fato de ter terminado bastante corridas na zona de pontuação até ano passado. Porém esse ano realmente é um alerta e se no próximo continuar assim, não duvido que caim fora. 18 carros no grid seria muito ridíciculo, e já aconteceu recentemente.

    • CHAGAS disse:

      O SC não era necessário, se um piloto como Stroll rodar naquele ponto com os carros 40% mais lentos (VSC) ae meu companheiro teria que prender o canadense e contratar um chover para ele nunca mais dirigir nada na vida.

  17. A corrida de hoje foi boa pra mostrar que dobradinha da Mercedes não era o problema (hoje ninguém reclamou disso), mas o que incomodava era a falta de competitividade dentro da pista. Áustria e Inglaterra, mesmo sendo exceções – até agora – , mostram que a Fórmula 1 não está acabada como muitos disseram.

    • marcos disse:

      Como não está acabada? que campeonato é este que tu já sabe o resultado antes de começar. um piloto saboreando um filé e
      outros 19 roendo um osso. é logico que hamilton vai bater recordes.
      só tem um carro nessa ridicula f1.

  18. Paul D disse:

    No Grid atual Vettel só é melhor que a dupla da Haas, dupla da Racing Point, Kvyat, Kubica. Está no mesmo nível que Gasly, dupla da Alfa Romeo e Sainz. O Resto é melhor ou muito melhor que esse sujeito, e dizer que tem quatro títulos… Sim, quatro títulos com carro imbatível e correndo contra Webber que não sei como era considerado piloto profissional. O que dá gosto de ver o Verstappen correr é o aposto da dupla da Haas. Não entendi pq continuaram com essa dupla fraca nesse ano, só fazem merda… Tanto piloto bom dando sopa por aí, inclusive brasileiros…

  19. Jorge disse:

    Flávio parabéns pelo seu aniversário!!! Que Deus te abençoe e ilumine sempre!

  20. Ricardo Bigliazzi disse:

    Mais uma bela corrida, o grid está recheado de talentos. Sorte nossa!

  21. kalil01 disse:

    prezado fg,
    f1 continua chata
    f1 não é corrida de bate-bate
    f1 tem que voltar a ser competitiva: pilotos, equipes, motores, pneus etc
    sugestão: que voltem aqueles pontos mais simples 10 ou 9, 6, 4, 3, 2, 1
    amilton não é essa cocacola toda
    dona mercedes também não é essa fraulein toda
    precisamos de dkw/autounion na f1

  22. Saima disse:

    No que concerne a F1, Feliz 2020 a todos.

  23. Sandro disse:

    Com esse regulamento que a F1 está hj só precisa de uma coisa. Pista. Uma pista que permita brigas. Com os tilkodromos criados não da

  24. Segafredo disse:

    Espero sinceramente que nunca mais alguém aqui deste blog, tente comparar Alonso com o lixo de piloto que é Vettel….!

    “ACORDEM POR FAVOR”………número de títulos não quer dizer nada nesse esporte, aprendam a analisar os verdadeiros atributos de um piloto, pra daí então colocá-lo num pedestal de “gênio”..

    Ayrton the best forever….!

  25. Rafael Rego BH disse:

    Acho que a barbeiragem do Vettel saiu quase que de graça. Dar 10 segundos de punição para quem já estava em último não foi nada. Se quisessem ser rigorosos, mesmo, dariam uma punição de grid para a próxima corrida.

  26. Segafredo disse:

    Que delícia de corrida, hehe!

    O Schukrute no lugar que sempre mereceu, mas melhor ainda foi o castigo impugnado ao merdinha holandês, kkkkk……..”DEU DE NOVO NO LEC, MAS AGORA SE F………”

  27. Luciano disse:

    O Hamilton entrando pra história como.o maior de todos e a mídia reclamando que as corridas estão chatas, blá blá blá!! Queria ver como se portaria se o inglês fosse brazuca…, o new herói nacional!!! Acho realmente muito pouco o reconhecimento que é dispensado a ele. Diferente o Schumacher nunca teve um segundao pra ficar entregando corridas e fazendo as vezes de fiel escudeiro ( ressalva se faça ao governo da Rússia 2018). Já o shummy nem.precisa falar; além de ter ter como companheiros na Ferrari barrica, massa e irvane, fieis escudeiros, a geração de pilotos era fraca, salvo mika e Alonso. Não tiro os méritos do alemão, que montou um está de vitorioso. Já o Vettel, pra mim.nao passa de um.bom.piloto. Pegou um super carro, companheiro ridículo, e Ferrari que não conseguia entregar uma máquina a altura do Alonso, que salvou no braço as temporadas de 10 E 12. O próprio Alonso nunca colocou o Vettel como um dos foras-de- série, e com razão. Os vices do Alonso pelos vermelhostem muito mais valor que os vices do Vettel. Foram muito mais erros do Vettel que da Ferrari. Ele já tinha perdido disputa interna pro Ricardo e agora já estaria atrás do leclerc se não fosse a Ferrari. Precisa dizer mais?

    • Segafredo disse:

      Não, não precisa! e Schumacher idem.

      • Paulo Pinto disse:

        Eu não me aguento! É muita maionese pra vocês escorregarem…

        Alonso nunca colocou Vettel como um fora-de-série por puro recalque. O espanhol levou QUATRO SURRAS SEGUIDAS do alemãozinho, enterrando de vez a Alonsomania e isso ele nunca vai esquecer!

        Ricciardo? Quem é Ricciardo? É aquele que pilotou um Red Bull durante CINCO ANOS e nem vice foi?

        Schumacher? Dispensa apresentações e parem falar bobagens!

        Fui!

      • Segafredo disse:

        Fala BoboPinto, não ta aguentando a realidade do teu pilotinho Fake não é?……..Só pra vc a ficha não cai, kkk!

      • Comentarista Crítico disse:

        O Alonso nunca colocou o Vettel como um fora de série, mas coloca Schumacher como um fora de série e ainda escolheu o Schumacher como seu maior rival. Porque será? Na boa: Alonso tem uma percepção perfeita da qualidade dos pilotos. Tanto dele mesmo(pode ter um pouco de arrogância, mas o cara é realmente foda), quanto dos demais. E pro amiguinho Clayton abaixo: Não acho que Alonso aposentou Schumacher. Schumacher que quis se aposentar. Renault era muito melhor que Ferrari em 2005. E em 2006 as duas foram de níveis iguais. Só acho que comparando Schumi a Vettel, o Alemão mais jovem só se sai melhor que o Alemão recordista em dois quesitos: Treinos e ultrapassagem. De resto o Alemão recordista é melhor em tudo. E quem comparar os vices do Vettel no biênio 2017-2018 com os vices do Schumi no biênio 1997-1998, vai ver que os vices do Schumi foram muito mas muito melhores. Vettel tinha um carro páreo pro Hamilton em 2017 e não conseguiu levar o Campeonato até o fim(se bem que o vice de 2017 não foi tão feio assim pelo Alemão ter tido dois abandonos e o Inglês nenhum). Já em 2018 a Ferrari estava mais rápida que a Mercedes e o que Vettel fez foi cometer uma quantidade de erros absurdas e mesmo com o carro melhor, novamente perdeu antes do fim(sendo que dessa vez não teve o desconto de ter tido mais abandonos que Hamilton. Ou seja: Ficou muito feio pro Alemão). Já Schumi em 1997 tinha uma Ferrari apenas razoável disputando contra um Villeneuve com uma excelente Williams. E o que fez? Deu show nas corridas com chuva daquela temporada e mesmo com um carro razoável, chegou na última corrida da temporada na frente do Canadense com seu excelente carro. E perdeu por muito pouco. Mostrando que se ele e Villeneuve tivessem carros páreos, ele daria uma surra homérica no Canadense. Já em 1998 a Ferrari deu uma evoluída em relação ao ano anterior, mas a equipe rival evoluiu ainda mais. Ferrari era um bom carro em 1998, enquanto a McLaren MP4-13 era um super carro. Ou seja: Um carro comum contra um carro de outro planeta. E o que Schumi fez? Novamente brigou firme pelo título, com uma espetacular corrida na Hungria, e perdeu por azar em Spa(quando vinha fazendo talvez sua melhor corrida no circuito Belga) e em Suzuka. Mesmo com uma Ferrari apenas “boa” contra uma super McLaren MP4-13, Schumacher perdeu por pouco e por azar. Então, os Vices de Schumi em 1997-1998 e os Vices de Vettel em 2017-2018, só são um exemplo que mostram que Schumacher é bem melhor que Vettel. E que nos anos 1997-1998 sobrou piloto mas faltou carro.

      • Segafredo disse:

        Só vc mesmo Comentarista pra dizer tanta asneira ilusória sobre o SchukruteFakeMohr. A Ferrari de 98 e 99 era equivalente as Mclarens, tanto que Irvine disputou com Hakinen o campeonato de 99. E nos anos de 2005/2006 inclusive a Ferrari e a Mclaren tinham mais potência que as Renaults, que apenas quebravam menos e levavam vantagem nos circuitos mais travados, tipo RBR hoje.

        Acorda pra realidade e para de divagar sobre anos passados, já que não conhece de fato o que aconteceu.

      • Comentarista Crítico disse:

        Ferrari em 1999 realmente era equivalente a McLaren, mas em 1998? kkkkkkkkkkkkkkkk mais kkkkkkkkkkkk. E de que adianta ter mais potência e ser um carro extremamente instável como e Ferrari era em 2005? Enquanto a Renault era muito mais confiável e muito mais bem adaptada aos pneus(outro grande dor de cabeça da Ferrari naquele ano). Não sou eu que digo asneira ilusória sobre o Schumacher. Você é quem tenta desmerece-lo a todo custo. Inclusive o seu argumento de que o Schumacher é fake, é um argumento ilusório.

      • McLaren-12 disse:

        Ué?

        Você não havia saído do blog após o GP do Canadá? Despediu-se e tudo.

        Comentou após o da França.
        Comentou após o da Áustria.
        Comentou após o da Inglaterra.

        Vai sair ou vai continuar a escrever bobagens?

        Vettel é alguém que levou uma surra de um piloto estreante na equipe em 2014 e há 5 vem levando surra de um certo inglês pilotando uma Ferrari com privilégio de primeiro piloto. Só não é mais enganador que o outro alemão, cujos companheiros de equipe eram obrigados a parar o carro na linha de chegada e o restante do grid tinha qualidade pra lá de duvidosa.

      • Marmelada-44 disse:

        Volta logo, Pinto! As viuvinhas estão subindo pelas paredes devido à seca prolongada. Falta do pinto é um problema!

      • Alfredinho disse:

        As viúvas estão numa seca danada!

    • Clayton Araujo disse:

      O Vettel está mostrando a cada dia que ele é fraco demais. Sem um carro dominante ele já provou que não faz nada. E o Alonso aposentou de vez o Shumy. Fato.

      • Segafredo disse:

        Perfeito Clayton…..tanto em 2005 e 2006 a Renault tinha menos potência que Ferrari e Mclaren!

      • Alfredinho disse:

        Vivemos uma era de carros dominantes: Brawn GP, Red Bull e agora a Mercedes. Já são onze anos consecutivos de equipes de ponta a ponta. Eis a verdade.
        Felizes dos pilotos que entraram nelas na hora certa: Button, Vettel, Hamilton e Rosberg.

        Os demais pilotos vão continuar curtindo alguns brilharecos e só!

      • McLaren-12 disse:

        Nossa, Alfredinha! Que memória fraca, hein?

        Esqueceu-se da fase dominante da Ferrari entre 2000 e 2004? Esqueceu-se do campeão do pitstop e dos companheiro lambedores de botas?

        Tendeciosa…

      • Alfredinho disse:

        Eu citei a última era dominante que, aliás, é a mais extensa de todas, por estarem interligadas em sequência.
        Não citei as demais eras, por estarem misturadas ou separadas.

  28. J Fernando disse:

    Não acredito! Nenhuma teoria de conspiração? São duas:
    1 – A Mercedes obrigou o Bottas a fazer 2 paradas, facilitando a vida do Hamilton.
    2 – A Ferrari avisou o Vettel que o Max havia tentado tirar o Leclerc da corrida novamente. Vettel não pensou duas vezes e encheu a traseira do holandês.

  29. quel disse:

    vc pode não gostar dele mas tem que admitir , teve a decência e coragem de admitir o erro e pedir desculpa, não inventou desculpa

  30. Jonivan disse:

    Grande corrida e grandes duelos. Só achei chato o Galvão tentando a todo custo vilanizar o Max, e defender o queridinho da Globo Leclerc… Desnecessário.

    • josé disse:

      Caro Jonivan, o Galvão só esta sendo o Galvão de sempre: falando asneiras.

    • Alexandre disse:

      Eu gosto do Galvão, mas ele está muito chato. Está a todo custo tentando fazer ele o espetáculo, tentando fazer aquela coisa de vilão e mocinho. Ontem, tentou de todo custo trazer a culpa do acidente do Vettel para o Max, e até mesmo discordava do piloto Burti, fazendo ele, Burti, ter que praticamente não discordar do Galvão.

  31. Dhanny Ferreira disse:

    Bem, não entendo o pq SC e não o VSC. Flávio, consegue me explicar. O SC, deu a vitória e mudou a corrida, o VSC, seria mais justo, ou não? Agradeço a Globo por ter transmitido a F1, desde quando comecei a assistir… Mas com Galvão, e na pressa de terminar pra correr pro Esporte Espetacular, já deu. Deixem no SporTV ou entreguem pro App da F1.

    • Fernando disse:

      Não fale bobagens, Hamilton fez 1 pit, Bottas fez 2, como seria possível Hamilton ganhar por “causa” do SC? Que corrida assististe? Matemática, ouviste falar disso?

      • Alfredinho disse:

        Finalmente, Fernando! A ficha caiu pra ti. Hamilton não ganhou por causa do SC. Ganhou porque a Mercedes obrigou o Bottas a fazer mais um pit-stop.

      • Renato F1 disse:

        Prezado Alfredinho, no caso, o Bottas fez duas paradas porque, na volta 17, ele fez a primeira antes da entrada do carro de segurança. E colocou pneus médios. Até onde entendi, o Hamilton também pararia e colocaria pneus médios mas, com a entrada do carro de segurança por causa do Giovinazzi, na volta 20, a Mercedes colocou no carro do Hamilton pneus duros. Como, eu acho, a Mercedes não tem bola de cristal, a não ser que alguém tenha combinado com o Giovinazzi a rodada, a Mercedes não obrigou ninguém a nada.

      • Alfredinho disse:

        Até onde você entendeu? Você não entendeu nada!

      • Vai Vettel! disse:

        Esse Renato não passa de mais uma viúva camuflada.

      • Renato F1 disse:

        Prezado Alfredinho, se, com os fatos apresentados, você disse que eu não entendi nada, explique-me, com base em fatos e dados, para que eu possa entender.

        Prezado Vai Vettel, explique-me aonde a expressão afirmada pelo senhor (viúva camuflada) encaixa numa publicação de fatos e dados em relação à corrida de Silverstone?

      • Alfredinho disse:

        Vou explicar só desta vez! A equipe teria que colocar pneus duros no carro do Bottas para ele ir até ao final da corrida.

  32. Zé Clemente disse:

    O que me espanta no Vettel é que ele perdeu não a corrida mas a chance de permanecer na pista. Se as coisas estao ruins pra ele, se o parceiro dele pode render mais, ele joga tudo no ralo quando sai da prova por uma barbeiragem.
    O que é pior, terminar atrás do companheiro ou não terminar? Do jeito que ele terminou hoje foi o mesmo que ter voltado a pé para o box. Imagine o Vettel no fim da fila por uma barbeiragem dele. Hoje ele não estava no nível dele próprio.

  33. Luciano disse:

    Poxa FLAVIO GOMES!!!!! Brincadeira, vc tá ficando velho mesmo…kkkkk você dizer que o Vettel tentou dar o troco no verstapen; aquilo foi barbeiragem, desconcentração. Até o tradutor de rádio BURTI finalmente soltou a língua pra cima do alemão-mais-emotivo do esporte. Só que o REGII, como vc, protegem o atabalhoada alemão. Até quando Flávio Gomes? Vcs adoram descer a lenha no Alonso, mas nunca vi ele errar nos tempos de Ferrari. E olha que pegou uma máquina muito.puor que o Vettel, que de humilde não tem nada. A diferença entre Lewis e Vettel não é só dentro da pista; enquanto o alemão insiste em.nao reconhecer seus erros de 17 E sobretudo de o.ano passado, Hamilton depois de ganhar o penta consulta a equipe pra que apontem seus pontos fracos e assim.possa melhorar. Não é a toa que o inglês da um.banho no alemão sentimental. Acorda Flávio Gomes!!! Pq vc e puxa de piloto alemão?? Shummy e agora Vettel, explica aí. E descarado demais…

  34. ms disse:

    Silverstone está pra hamiltom assim como Mônaco estava para Senna…..é como se esses dois pilotos sabe se la de que maneira tivessem conseguido decifrar os segredos que se escondem por trás de cada ranhura, de cada reentrância daquelas pistas e por conta desse conhecimento (…conseguido diga-se de passagem à “sangue….suor e lágimas…) sabem que são soberanos e não tem adversários a altura naqueles circuitos……conseguir conquistar esse tipo de supremacia não é pra qualquer um……é só pra quem PODE….e pra quem é FODA…..

  35. Zé MCZ disse:

    De fato, a F-1 tá num nível de competitividade que a achamos empolgante as brigas do segundo, terceiro, último pelotões. No primeiríssimo só o Amilton. É mesma situação do Shummacher. Se os Mercedes são quase imbatíveis, por que é que não colocam os dois pilotos em igualdade de condições, como aconteceu com a dupla Prost e Senna? Já não bastasse a superioridade do Lewis, ainda assim tem as benesses mesmo que sutis, tudo para atingir o topo do topo e se tornar o MAIOR PILOTO DE TODOS OS TEMPOS.
    Que fiquem sabendo que o MELHOR, O MAIOR PILOTO DE TODOS OS TEMPOS chama-se:
    Juan Manoel Fangio
    Ganhou a metade dos GPs, venceu em várias equipes, quase que não teve adversário e acima de tudo tinha que ser totalmente macho para pilotar nas condições perigosíssimas da época. Não fazia beiçinho quando levava um toque!
    Não tem Shummacher, Senna, Prost, Hamilton, Ascari, Clark…
    Yo no soy argentino! (acho que escreve assim)

  36. Flavio padilha disse:

    Vettel!!! é o nosso Bolsonaro…Mais perdido do que bastardo em dia dos pais… Pirou de vêz!

  37. Flavio padilha disse:

    Saudações Flavinho! Uma corrida histórica, onde os pilotos mais velhos ainda precisam ser respeitados e, na transmissão da Globo ( hoje extremamente perfeita ) enfim, respeitaram Hamilton, o campeão, sem aqueles comentários pejorativos de tempos atrás. Hoje o mundo se rende a Lewis Hamilton, o fã de Ayrton Senna, o que quebra recordes, que faz um monstro do automobilismo – Edgard Melo filho – ter raiva mortal e sempre votar no Vestapinho e nenhuma palavra de carinho pro Hamilton em sua votações… São 80 vitórias de um piloto, e somando todas as vitórias do Brasil somam 101…Estarei firme no Fox Nitro…! um grande abraço!!!

  38. Comentarista Crítico disse:

    E Silverstone apesar de ser uma boa pista, seria melhor e faria mais jus ao seu status, com um traçado em que a Maggots, Becketts e Chapel nunca fossem mudadas(tentaram fazer essas 3 curvas parecidas com os Esses de Suzuka e 28 anos se passaram e é algo que não empolga. Além dos carros demorarem um pouco mais pra pegarem vácuo na Hangar Straight). E se a atual reta dos boxes seguisse até a Wellington Straight(Pois seria a maior reta da história do circuito. E pra um circuito que até 90 sempre teve apenas uma curva lenta, ter 4 curvas lentas é demais). Se fosse assim, aí Silverstone faria jus ao seu status e seria pelo menos metade do que foi até 29 anos atrás.

  39. Comentarista Crítico disse:

    Corrida até que foi boa, mas cheia de mais do mesmo. Hamilton dando passeio. Vettel batendo. E Ferrari demorando a chamar o Lec-Lec pro box pra favorecer o Vettel. Bottas até tenta, mas não é páreo pra Hamilton. Até faz umas graças nos treinos, mas não tem ritmo de corrida. E ainda por cima tem que ver a equipe puxando a brasa pro lado do Inglês. Os 2 melhores momentos da corrida: Disputa entre Sainz e Ricciardo. E entre Verstappen e Leclerc. Verstappen e Leclerc será a maior rivalidade da história. Podem anotar!

    • Fernando disse:

      Puxar a braza para o inglês??? Ou não seria o caso dos estrategistas de Bottas serem idiotas, 2 vezes, e Hammerton ser 10 vezes melhor do que ele? Não há dúvidas de que a rivalidade entre Verstappen e Leclerc será histórica, se deixarem…

      • Alfredinho disse:

        A Mercedes puxou o braseiro todo para o inglês, obrigando o Bottas a fazer mais uma parada (desnecessária).

        Já vi esse filme muitas vezes!

      • Comentarista Crítico disse:

        Fernando, é nítido que a Mercedes dá um pouco mais de prioridade ao Hamilton por ele ser bem mais rápido que Bottas, por ele estar a caminho dos recordes e eles tendo a noção da maior velocidade do Lewis e que podem bater todos os recordes com Lewis, dão um dedinho em algumas situações pra que Bottas não atrapalhe as corridas e vitórias do Negão.

      • Renato F1 disse:

        Prezado Alfredinho, aonde que a segunda parada do Bottas foi desnecessária? Ele tinha parado nos boxes (volta 17) antes da entrada do carro de segurança (volta 20) e colocou o mesmo tipo de composto que havia largado, necessitando de uma nova parada. No caso, Hamilton esticou a parada dele. A não ser que o engenheiro do Hamilton tivesse combinado com o Giovinazzi, não vejo como a segunda parada como desnecessária.

      • Alfredinho disse:

        Renato, você entende de futebol. Vá encher o saco de outro!

      • Renato F1 disse:

        Prezado Alfredinho, você está doente, assim muita gente. Não consegue dialogar civilizadamente, não apresenta fatos e argumentos; apenas quer denegrir e desmoralizar quem contradiz o que você apresenta. Se continuarmos assim, o Brasil (e o mundo, por que não?) não melhorará em nada. Aprenda a ouvir, a ter empatia e a pensar como as outras pessoas, quando elas apresentarem argumentos contrários aos seus. Sei que, quando você fizer isto, tornar-se-á um cidadão melhor.

      • Alfredinho disse:

        Você é médico?

    • Segafredo disse:

      Com Leclerc sendo campeão, pode apostar! 1ª vez no ano que a Renault acerta a estratégia para o Ricciardo, pena não ter conseguido a ultrapassagem no final, mas Sainz mereceu tbm segurar a posição. Corridaça dos dois!

  40. Eduardo disse:

    A corrida foi tão intensa que Totó Wolf não apareceu na TV nenhuma vez.

  41. Alfredinho disse:

    A equipe Mercedes deu a vitória ao Hamilton quando trocou os pneus de Bottas pelo mesmo composto, forçando com que o finlandês fizesse mais uma troca obrigatória.

    Já vi esse filme muitas vezes, de outros modos e em várias equipes de ponta.

    • Fernando disse:

      Verdade, o estrategista de Bottas, e o próprio, parece que se enganaram… Ou seja, a Mercedes não deu a vitória a ninguém, tipo, Hamilton venceu, fácil, porque é melhor, apenas teve menos trabalho pelo erro dos engenheiros de Bottas, ora, não é mais fácil aceitar a realidade? Se a estratégia de Bottas fosse diferente perderia do mesmo jeito, a última volta não deixou dúvida alguma de quem é o melhor.

      • Alfredinho disse:

        Você acredita mesmo que a Mercedes se enganou colocando o mesmo composto no pole?
        Aceitar a realidade? Que realidade? A realidade de que a equipe tirou a vitória de Bottas, obrigando-o a fazer mais uma troca que se mostrou totalmente desnecessária?
        Em que planeta você vive, cara?

    • Victor disse:

      Cara, não inventa. Dos 4 da ponta que pararam antes do SC, só o Gasly (sexto e mais insignificante) voltou com duros. Max estava na mesma estratégia do Bottas e Leclerc tinha largado de macios, então já tinha satisfeito o requisito — mas bem difícil imaginar ele indo até o fim de médios.

      Bottas seguiu o manual (2 médios e macio para finalizar) enquanto Hamilton, atrás, arriscou um plano B para tentar capitalizar. Acabou dando certo.

      • Alfredinho disse:

        Que manual, cara-pálida? O manual que a Ferrari da Era Schumacher aplicou no Rubinho? O manual que a Red Bull da Era Vettel aplicou no Webber? O manual que a Ferrari da Era Alonso aplicou no Massa?

        É esse o manual?

    • Marcelo disse:

      Pare de falar bobagens. Ler a respeito da corrida, após a bandeirada, trás informações úteis, mesmo pra haters como você. Vamos aos Fatos : A estratégia de ambos os pilotos foi montada antes da corrida. O próprio Bottas escolheu sua estratégia de duas paradas, pois, como ele mesmo disse, achou que seria a mais rápida para a corrida, achou que o pneu duro não aguentaria até o final da corrida. Hamilton, por outro lado fez um acerto mais voltado para a corrida e disse que por estar com o melhor ritmo entre todos, nas simulações dos Tls, optou por uma parada. O Toto Wolf afirmou que permitiu que os pilotos escolhessem a estratégia que lhes parececem melhor. Assim, o Safety car não mudou a história da corrida, porque após a parada Hamilton sairia atrás do Bottas, 1 ou 2 segundos, e ficaria atrás só esperando o finlandês parar novamente. Resumindo, ganharia de qualquer jeito. Às vezes a vontade de enchergar o que quer, tira a lucidez das pessoas, sobre os fatos concretos. Sem mais

  42. Willian ferreira disse:

    Achei tambem incrivel ninguem comentar na transmissao

  43. Willian ferreira disse:

    Eu vi um erro grave da mercedez em relaçao ao bottas,deveria ter entrado logo atraz do Hamilton e colocado pneus duros, fato.
    Se passaria depois nao sei, mais seria interessante

    • Yuri disse:

      Não. O Vettel estava na frente do Bottas naquele momento. Perderia a posição para o alemão e ainda eventualmente teria que aguentar o Max no cangote até que se resolve com o alemão. A segunda posição ficaria sacrificada provavelmente.

    • Fernando disse:

      Claro, depois do erro de repetir os pneus médios os estrategistas de Bottas poderiam ter minimizado o prejuízo trocando os pneus por duros, durante o safety car (que nada mudou no resultado final), como muitos fizeram. Acabaram com a corrida de Botas, ou mais ou menos, porque desta forma faria a corrida colado em Hammerton, ou até na frente, mas não aguentaria, a última volta da corrida provou que Bottas nunca teve chance hoje. Última volta hoje = aula.

  44. Valmir lopes disse:

    E a minha previsão quase se tornar realidade, afinal de contas, a Williams chegou a frente da Ferrari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>