FALA MUITO MESMO!

SÃO PAULO (tagarela dos infernos) – E eis que um belo dia o blogueiro Rogério Jovaneli, do Yahoo!, resolve me entrevistar sobre jornalismo, futebol, automobilismo, TV…

O resultado está aqui. Comentem lá, para o Jovaneli achar que sou popular!

Mas aqui, também.

Comentários

  • Acabei de ler a entrevista, o Flávio é um cara que sempre acompanhei em quase todos os veículos em que trabalhou, geralmente concordo com suas opiniões, a autenticidade no jornalismo é cada vez mais rara e, achar que ele poderia trabalhar em uma tv aberta é impossível, mais ainda na globo ao lado do Galvão.

  • Algumas coisas óbvias que o Gomes diz na entrevista e que parecem ser incompreensíveis por 105% das pessoas:

    “O sujeito diz que adorava F-1, mas que parou de ver quando o Senna morreu. Oh, que tristeza. Às vezes acho que é algo quase sexual. Que história é essa? Se você parou de ver quando o cara morreu, então você não gostava de Fórmula 1, gostava do Senna.”

    “Twitter não é veículo de comunicação. Facebook não é veículo de comunicação. Essas redes sociais, ou mídias, são quando muito distribuidores de informação, não produtores, replicam conteúdos, e são também canais de expressão pessoal.”

    “Meu interesse por futebol vai em outra direção, o esporte como fenômeno social, antropológico, espaço de convivência.”

    E, porra, eu tenho um interesse particular em ver o nanico comentando F-1 na Globo. Já o vi – ouvi, por melhor dizer – comentando F-Renault na Band com o Luciano de verdade. Tudo a seu tempo, enfim.