MENU

quinta-feira, 2 de junho de 2016 - 23:17Tecnologia

PROS VELHINHOS

reboquemeSÃO PAULO (vou baixar) – Não, não estou ganhando nada para fazer propaganda do serviço, e se estivesse não ia ter nada demais. Só que achei legal, principalmente para cabras como eu que, por andar só com carros antigos, de vez em quando se veem em apuros — nossos brinquedos são muito suscetíveis.

Criaram um aplicativo para guinchos. Bichinho resolveu parar de andar, entra na bagaça pelo celular e ele encontra uma plataforminha por perto, calcula o valor do reboque e segue a vida.

Abaixo, um resuminho do release que chegou:

Mais de 70% da frota de veículos brasileiros não possuem seguro. Isso representa cerca de 60 milhões de carros que circulam sem a cobertura de uma seguradora. Com base nesses números, estima-se que a indústria de serviços de guincho de veículos movimenta aproximadamente R$5,5 bilhões por ano no Brasil.

De olho neste nicho de mercado, a startup mineira Reboque.me lançou um aplicativo que está inovando a maneira pela qual estes motoristas são atendidos. Após uma análise dos serviços de assistência 24h, o empresário Samuel Freire decidiu lançar um serviço on-demand e sem mensalidade, no qual você só paga quando precisa ter seu carro rebocado, ou utilizar alguns dos serviços oferecidos pelo app. Além dos serviços de reboque, o aplicativo também oferece troca de pneus, carga de bateria e de combustível.

A reboque.me está disponível para Android e IOS e o download é gratuito. O funcionamento é bem simples: o cliente aciona o serviço que deseja pela plataforma, o aplicativo envia o valor do serviço e o tempo que o parceiro levará para chegar. A reboque.me disponibiliza em um mapa todo o trajeto do guincho até o cliente, que pode checar que o socorro está a caminho em tempo real.

“O preço é calculado de acordo com as distâncias reais que o reboque irá percorrer durante o atendimento. O serviço de reboque, por exemplo, pode sair por R$99. No modelo tradicional de assistência 24h, além de não ser muito prático encontrar um guincho, o cliente precisa esperar muito tempo até a ajuda chegar e consequentemente o preço praticado seria bem mais alto.”, diz o criador do aplicativo. “Além disso, o cliente acompanha o trajeto do reboque. Caso esteja em alguma área de risco, ele pode procurar um local mais seguro e só retornar ao carro quando o guincheiro estiver chegando.” Mauricio Terra, o outro sócio da reboque.me, revela que o tempo de espera é mais uma vantagem para quem está com o carro enguiçado. “Ressaltamos que 80% dos nossos atendimentos têm uma solução apresentada em menos de três minutos. O cliente aciona o serviço e já recebe preço e tempo de espera neste curto intervalo de tempo. Em muitos casos, o guincheiro chegará ao carro em até 10 minutos”, falou.

16 comentários

  1. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G: o serviço ideal,muito bom. Boa dicaabraços.

  2. Reinaldo disse:

    Ótima dica, Gomes!
    Nunca se sabe quando podemos precisar, afinal, como você bem disse, os antigos são suscetíveis – e decidi que os meus vão andar mais, chega de ficarem estáticos na garagem.
    Aplicativo baixado e carros cadastrados.
    Abraços!
    http:\\reiv8.blogspot.com

  3. Cesar Machado disse:

    Primeiro UBER BLACK, depois, UBER X, agora UBER GUINCHO…
    Tomara que as cooperativas de seguradoras não parem a cidade e as rodovias como fizeram os taxistas!

    Idéia sensacional, meu Niva que ninguém quer mais segurar (por um preço aceitável) agradece…

  4. Rodrigo Moraes disse:

    Ótima dica. Já estou baixando o aplicativo. Ontem mesmo minha Chevy 500 semi-nova deu uma falhada no caminho pra casa, mas depois voltou a funcionar normalmente. Considerando o dilúvio que estava caindo, deve ter sido só alguma coisinha que molhou. Mas é sempre bom estar prevenido.

  5. Guimartins disse:

    Olha só que boa ideia. Admiro esses empreendedores! Tenho 31 anos e na vida só dei lucro para seguradora. Nunca bati um carro, mal tomei multa. A única vez que paguei uma franquia foi por conta de uma merda de uma chuva de granizo. Sempre paguei o seguro justamente pela certeza do guincho. Por isso, vendi meu último carro há mais de um ano (um absurdo completo pagar 6 mil golpes-reais de seguro) e hoje estou no esquema bicicleta-busão, embora aos finais de semana fique desejando pegar a estrada com um carro gostoso. Esse app me daria muito mais tranquilidade para comprar um usado e dar minhas bandas por aí. Valeu pela dica.

  6. Ricardo Sandri disse:

    Legal… vou baixar,vai que meu fuscão precise.

  7. Alan disse:

    espetacular….já fiquei com o red devil parado por 2 vezes dependendo da ajuda de amigos….

    Obrigado
    Em tempo: Red Devil = Corcel GT 1976

  8. Acarloz disse:

    Na dúvida baixei.

  9. Valdemir Freitas disse:

    Excelente Dica Flávio!!

    Já instalei no celular. Agora o Twinguinho pode rodar mais tranquilo enquanto não contrato um seguro.

  10. Ewerton Calebe disse:

    Muito bom.

    Contratei um serviço de rastreamento + assistência pro meu fusquinha justamente por conta de que um platinado, condensador, burrinho e etc podem me deixar na mão num alegre passeio de domingo…

    Achei que fiz um puta negócio e quando uma vareta de comando resolveu se aposentar, descobri que mesmo contratando o serviço, não poderia utilizar no meu carro por conta da idade…

    Agora estou preso num contrato longo, com meio serviço, e puto da cara.

  11. Renato de Mello Machado disse:

    E o pior é quê essas quebras são basicamente por falta do carro ser usado no dia a dia.Andar com raridades por ai me dá arrepios,bom é andar com o carro depois da meia noite e ainda assim pode ter um louco prá fazer todo tipo de merda.

  12. Andre disse:

    Como não tem nada demais jornalista receber por fazer propaganda? Faltou nesta aula na Faculdade?

  13. Agora que eu dou umas bandas por aí com uma jovem senhora, também vou usar esse serviço. A Angelina nunca me deixou na mão (sim, a Caravan que apareceu por aqui no último Dia das Crianças), mas uma hora provavelmente vai acontecer.

  14. marcos disse:

    Flavio tudo bem?
    Gostaria de te mandar uma informação. não quero postar aqui nem twitter.
    seu email [email protected] ?
    confere?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>