MENU

quarta-feira, 15 de maio de 2019 - 19:27F-1, Foto do dia

FOTO DO DIA

Foi o primeiro teste de Sérgio Sette Câmara com o carro da McLaren, hoje em Barcelona. Não deu sorte. Depois de poucas voltas, um problema técnico não revelado interrompeu o trabalho. Faz parte. Espantoso mesmo foi ver o jovenzinho soviético Nikita Mazepin virar na casa de 1min15s com a Mercedes. A sensação que dá é que qualquer um, com esse carro, seria campeão mundial.

Sergio Sette Camara, McLaren MCL34

36 comentários

  1. Luis disse:

    F1 atual é 98% carro e 2% piloto. Alguém aqui comentou bem: se o Vettel tivesse sido escolhido pela Mercedes, poderia ter hoje uns nove títulos. Seria visto como um gênio inigualável, imagem bem distante da que ele ostenta de fato nos dias atuais — cortesia de Riccardo, uns anos na Ferrari e Leclerc.
    Por essas e outras, números não são o melhor parâmetro para comparar pilotos. Alonso só é menor nesse depatamento que Vettel por causa de circunstâncias externas, alheias à capacidade de ambos. Contexto é tudo.

  2. Barreto disse:

    Errata: Hai é Rai, carai

  3. Barreto disse:

    Um estatístico resumiria a Fórmula Um da era híbrida desta forma:
    105 – corridas

    3 equipes com vitórias: Mercedes, Ferrari e Red Bull.

    79 (75,24%) – Mercedes: 54 Ham, 20 Ros e 5 Bot.
    14 (13,33%) – Ferrari: 13 Vet e 1 Hai
    12 (11,43%) – Red Bull: 7 Ric e 5 Ves

  4. Luis Felipe disse:

    E nós que esperávamos um campeonato disputado este ano, hein? Que decepção. A Mercedes, que não tem pena dos nossos sentimentos e expectativas, fez algo que não parecia nem um pouco provável depois dos primeiros testes na pré-temporada em Barcelona com amplo domínio ferrarista: um carro ainda melhor para este ano, aumentando dramaticamente a diferença para os demais competidores. Que coisa! Nikita Mazepin, um talentoso mas inexperiente piloto russo, simplesmente fez tempos assombrosamente rápidos na pista catalã. Pouco importa se andou de tanque vazio ou pneus chiclete ultra macios. Voou baixo. Das duas, uma: ou esse rapaz é um novo talento à la Max Verstappen pedindo passagem para a F1 ou o bólido alemão é um foguete. Sinceramente, fico com a última hipótese, sem querer menosprezar o jovem russo. E assim permanecerá este acachapante domínio germânico, como já vimos ocorrer entre 2000 a 2004 com Michael Schumacher e a Ferrari ou a Williams-Renault de Nigel Mansell e Alain Prost ou a McLaren-Honda de Senna e Prost ou a própria Williams de motor Honda nos anos 80 com Piquet e Mansell, enfim. Escolham aí o domínio da preferencia de vocês. Fato é que apenas uma mudança drástica de regulamento, obrigando os times a partir do quase zero absoluto, é que poderá, ao menos em tese, equilibrar a disputa do campeonato. De resto, a Mercedes-Benz continuará dando as cartas na F1 pelo tempo que bem entender.

  5. Antonio disse:

    Pietro Fittipaldi tem se mostrado competitivo em todos os treinos que participou..
    O garoto tem talento, transitou em diversas categorias..Não tem mimimi.
    Gosto muito da postura dele e do seu desenvolvimento.
    Merece uma chance.. A Formula 1 já deu chance pra tanto piloto porcaria do Brasil..
    Esse garoto tá na frente da maioria.

  6. Michel disse:

    Não por hoje, mas Sette Camara é um piloto ruim, basta ver o desempenho dele na F2, muito fraco. Se for pra ter brasileiro no grid nos próximos anos, melhor que não seja ele!

    • Antonio disse:

      mesmo estilo do Nasr e Di Grassi.. um piloto mediano

    • Amaral disse:

      Não é ruim. Assim como o neto do Emerson também não é.
      Só não são aqueles acima da média que esperávamos ver, chutando a porta pra entrar na F-1 e ser o novo gênio das pistas, e trazer de volta a alegria das manhãs de domingo, com a volta do tema da vitória, e blá-blá-blá.
      Vai ser difícil ele chegar na F-1. A menos que a Mclaren se canse do “eterno quase” que parece ser o Carlos Sainz, o Júnior.
      Se demorasse muito eu buscaria vida fora de lá. Há vida pujante, abundante e competitiva fora da caixinha da F-1. O problema é que não aprendemos isso ainda. Mas tenho fé que iremos aprender um dia.

    • André Fonseca disse:

      Mais do mesmo, outros Barrichello ou Massa…

  7. Brabham-5 disse:

    Só agora você teve essa sensação sobre a qualidade desse carro da Mercedes, Flavio?
    Um menino russo da F2, pega esse carro pela primeira vez, e faz 1m 15s em Barcelona!!
    Mais escancarado do que isso, impossível.
    Com a Mercedes, até o Nico Rosberg foi campeão.
    Acham que Nico Rosberg teria a mesma chance (e resultados) na Ferrari, na RBR, na McLaren??
    Não canso de dizer: Esse carro do Hamilton nas mãos do Vettel já teriam feito do alemão o campeão de maior numero de títulos da F1 na história. (Porque somaria os títulos na RBR e os títulos com a Mercedes).
    O que salvou a F1 (e a carreira de Hamilton) do domínio alemão total foi Vettel buscar a trilha de Schumacher com a Ferrari e Hamilton ter assinado com a Mercedes.
    Caso contrário, estaríamos testemunhando o Vettel á caminho do décimo titulo.
    Toda equipe um hora dá uma “cansada” e abre espaço para uma rival voltar a triunfar.
    Resta saber quando é que vai acontecer com a Mercedes.
    Até lá, Hamilton pode conquistar quantos títulos quiser.

  8. Guto disse:

    E esse povo contra ao teto de gastos.
    Quando já enjoava ver a red bull e vettel ganhando com um pé nas costas, vem a mercedes e desbanca. Agora tá enjoado de ver a hamilton e bottas sempre.
    É chato ver f1 sabendo que só um desses dois vai vencer.

  9. LEANDRO disse:

    ELTON JOHN ESTAVA NOS BOXES PRA VER NIKITA? RSRS

  10. Gus disse:

    Carro da Mercedes: Renault Sandero R.S.
    Carros das outras equipes: Sandero 1,6 GT Line…

  11. Valmir Lopes disse:

    Eu estou na área, se me contratarem eu piloto a bagaça com o pé nas costas.

  12. Clayton Araujo disse:

    Há muito tempo que o campeonato é de equipes e não de pilotos. O título de piloto A ou piloto B hoje em dia é um mero detalhe. Coloquem o Hamilton na Williams pra ver se ele ganha uma.

  13. Zé Clemente disse:

    Do melhor ao pior, a Mercedes é disparado a equipe mais poderosa e com chances claras de ser campeã no ano, com um piloto seu campeão. São imbatíveis hoje.
    No outro extremo, da pena dizer que o kubica não tem mais o que fazer na categoria. No primeiro dia o Latifi fez algo como 5,5s mais lento que a Mercedes. Hoje essa diferença virou a metade. Em um único dia ele conseguiu o que o polonês não vai conseguir no resto da temporada.
    Dá dó. Parabéns kubica, um puta exemplo de determinação. Mas não dá mais, chegou no limite.
    E o Patrick Head, ao invés de consultor é o cara certo para pensar a partir de hoje na próxima temporada. Os caras que fizeram equipes serem grandiosas não eram consultores. Eram caras envolvidos até os cabelos com a performance da equipe.

  14. Ferrarista disse:

    E a Williams? Tem alguma chance fazer ao menos 1 pontinho em 2019? Depois que o Massa saiu de lá a equipe desandou de vez e hoje tem o pior carro do grid, com pilotos longe de serem competitivos (principalmente o Kubica). Muitos podem não reconhecer, mas o Massa estava carregando aquela equipe nas costas!

    • CHAGAS disse:

      Russel é ótimo piloto e está tirando do carro tudo e mais um pouco.
      Se caso Latifi entrar no lugar de Kubica, vai tomar pau do britânico.

    • Tulio disse:

      Entendo criticar o Kubica, mas não dá pra falar um A da perofrmance do Russell.

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      Muita pena do Kubica. O mais chato é a boataria que ele não teria condições físicas de tocar o carro em Mônaco (muitas curvas e muito trabalho no volante). Se os carros forem realmente iguais podemos chegar a duas conclusões: o Russell é um novo gênio da F-1 ou as limitações físicas do Kubica o penalizam demais.

    • Paulo disse:

      Meu, ele levava sova do Bottas, entrou o Stroll, que não é nenhum exemplo excepcional de talento e virava e mexia terminava atrás, inclusive o melhor resultado da equipe nos dois anos que correram juntos foi do Stroll.

      A decadência da equipe não tem nada a ver com a saída do Massa, é um problema muito mais estrutural e de gerenciamento financeiro que de piloto.

      • Amaral disse:

        Melhor resultado foi do Stroll, sim. Mas olha o contexto. Aquela corrida do Azerbaijão que de repente ele parou em segundo e virou terceiro na linha de chegada. Pior que vaca no poste depois da enchente, que você não sabe como foi parar ali nem como vai tirar ela de lá. Até hoje ele não sabe como fez pódio naquela corrida.
        Aquela corrida o Massa tinha condições reais de vencer ou de chegar no pódio também, se não tivesse quebrado um treco lá no carro dele que praticamente nunca quebra em carro nenhum.

    • Antonio disse:

      Trocar o Massa pelo Kubica foi um desastre.
      Mas acho que o Massa não está triste de ter saído não.

  15. Tales Gaede disse:

    Arrisco dizer que, apesar do foguete estrelado, o moleque Mandiopan é dos bons. Basta comparar com os tempos do Hamilton no fds passado.

  16. Marcelo disse:

    Blz.. Mas ele usou pneus C5, o mais macio da pirelli.

  17. Celio Ferreira dos Santos disse:

    75% o carro , 25% o piloto..essa é a F1 de hoje. Essa é minha opinião , que o
    jovem Nikita acabou de comprovar. Aí se encontram um carro 100%
    Mercedes e um Piloto 100% , Hamilton..da nisso …5 titulos mundiais…

    • murilo disse:

      ERROU!

      É 90% carro, 10% piloto. F1 virou video game, os carros são tão bons que ninguém erra, ninguém roda, não quebram. Em 5 corridas, 12 abandonos por falhas ou colisões, todos os carros das grandes finalizaram as corridas.

      Dos anos 90 pra cá a confiabilidade dos carros deixou a bagaça chata demais. Em 94 só pra lembrar Senna não finalizou as três primeiras corridas, já imaginou o Hamilton sem pontos tendo que se recuperar? Isso não existe mais.

      Vou escolher outro esporte, esse tá chato pacas!

  18. Wagner disse:

    Esse é um ponto que deve ser muito analisado. Claro que o Hamilton tem seus méritos, mas deve ser dado um baita descontos as suas conquistas, pois o carro é fantástico. E já vimos esse filme, nos casos do Mansel e do Damon Hill.

    • David Santiago disse:

      Mansell e Hill eram tão bons que a Williams não pensou duas vezes em dispensá-los, Hamilton tem seu contrato sendo renovado constantemente e a Mercedes não pensa em vê-lo em outra equipe!
      Ninguém fica num carro bom ou chega até ele sem fazer por merecer!

    • Segafredo disse:

      Nada comparado aos anos do Schukrute na Ferrari entre 2000/2004. Que ainda por cima tiveram os tristes episódios com o Rubinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>