“GP ÀS 10”: GOSTAMOS DE EXCEÇÕES

&

Sobre o Autor

Flavio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, mas gosta mesmo é de dirigir (e pilotar) carros antigos.

27 Comentários

  • Aquela mensagem do Max antes de alcançar o Bottas, será que não foi um “truco”? Depois veio a mensagem do engenheiro “Fail 3” e quem falhou foi o Charlinho. Pra mim foi soberba da Ferrari, a despeito da asa móvel, acreditaram na boa velocidade de reta e substimaram a Honda, acreditaram que a Red Bull não seria páreo.

  • Não, não gostei da exceção. Não achei a ultrapassagem limpa do Verstappen sobre o Leclerc e não entendo aquela ultrapassagem como sendo de corrida de carro de Fórmula-1, mas de carro de bate-bate no parque de diversões.

    As pessoas não entendem que, no ano em que estamos, as percepções e as regras são diferentes. Antigamente, jogava-se o carro para cima do adversário e não dava em nada; hoje é punição (e eu concordo com isto). Quem não estiver satisfeito(a), faça contato com a FIA e sugira a mudança para as regras de quando valia tudo, inclusive ficar fazendo zigue-zague na frente do adversário para que ele não o ultrapasse. Disputa lado a lado (que, comumente, algumas pessoas chama de roda a roda) nada tem a ver com empurrar o adversário para fora da pista. O povo confundiu as coisas.

    • Concordo quando você reprova a forma de se defender do Verstappinho. Mas de resto só mimimi. Não sou a favor dessas regras que só servem pra engessar as corridas. Não sou a favor de jeito nenhum.

      • Verstappen é um piloto rápido, mas acaba por aqui…….ser rápido não significa ser bom ou fora da curva, e muito menos gênio. Além disso é mimado, arrogante, prepotente e protegido quando a RBR corre em casa.

        Não será campeão tão cedo, e tvz nem chegue a ser! Aposto nisso!

  • Saudações Flavinho Gomes! Gravei o Fox Nitro e quando fui assistir, pimba, 40 minutos de futebol, outras coisas e lá no Finalzinho uma pequena parte da F1. Coloquei para gravar de novo, hoje, quando assistirei à tarde…Converse com o pessoal da programação da FOX pois é a 3a. vez que isso acontece…abs

  • A má largada do Verstappen fez a corrida ficar bacana, se ele largasse bem pulando pra ponta essa corrida ficaria na rotina do marasmo.
    Leclerc estava na sua velocidade de cruzeiro pedindo pra não ser incomodado pelo rádio quando recebeu o aviso da aproximação do Verstappen, acabou surpreendido pelo adversário, com isso a Ferrari já perde três oportunidades de vitória esse ano.

  • Caro Flavio,
    Me perdoe, mas corrida com essa famigerada asa móvel e o da frente só observando…
    Que corrida é essa? Três zonas de asa… qualquer um descontava, queria ver sem ela.
    Podia chegar, mas dava briga da boa. Essa foi só assistir ser ultrapassado, tanto faz o lado… Não tem milagre, no passado era barra tirar essa diferença. Hoje temos isso…
    Comissários pilotos….

  • Será Flavio , que circuitos com voltas de 1 ,05 a 1,15, seriam ideais para grandes corridas, ex. Austria , Interlagos etc. sempre dão grandes corridas.
    Sobre ontem apenas uma observação: Como amadureceu o Verstapinho,
    senhor da corrida , empurrado pelo mar laranha …muito legal mesmo.

    • Também estou vendo um Max mais amadurecido, apesar ainda das espinhas no rosto. Constante no que temos de campeonato. Com mais controle de pneus, mais objetivo nas ultrapassagens… E isso com apenas 21 anos! Tá fazendo eu morder minha língua! Confesso que em um determinado momento ano passado achei que estava se queimando na F1. O menino tá diferente esse ano! E repito: tem apenas 21 anos!

  • Flávio, meu caro, Max é fantástico! Alguns dizem que será um piloto dominante. Tomara que não. Já estão subestimando o Lec-Lec dizendo que Max seria Campeão com essa Ferrari(o que é uma heresia, pois a Mercedes é bem mais carro e um de seus pilotos é um piloto incomum). Eu só sei que depois da Era Hamilton, chega de épocas de um piloto só. Tomara que depois da Era Hamilton venha uma era de muito equilíbrio entre ele e Charlinho e mais um craque que surgir. Domínios como os de Schumacher, Vettel e Hamilton só colaboram pra uma F1 mais chata e com menos fãs. E queria que você clicasse nesse link:
    https://m.youtube.com/watch?v=Im9FHrQ_PB4
    E aí Flávio, a pista da França é mesmo tão ruim assim?

  • Exceções , sim, mas em todas as corridas. Deixar de aplicar por medo, em algumas, e aplicar em outras, é complicado. Não tiveram coragem de punir o Verstappen. E depois de terem “roubado” o Vettel (Palavra forte, mas são sou eu que estou dizendo, copio as palavras de Helmut Marko), ficou muito feio. E no final das contas, pra que? O HAmilton já venceu o campeonato. O máximo que conseguiram foi frustrar o Vettel, e colocar um banho de água fria em qualquer disputa. F1 nutella, para criançada assistir, vestido de Thor, tomando leite de pera feito pela avó.

  • Saiu no “Marca” hoje:

    Sin embargo, Alonso sigue teniendo un ojo en el Gran Circo. El bicampeón del mundo aún confía en un giro de acontecimientos que le permita acceder a un asiento de relumbrón en 2020, ya sea en Mercedes o en Ferrari. Sabe que está muy complicado, que las opciones son escasas, pero, igualmente, es conocedor, por conversaciones que ha tenido, que el retorno a la Fórmula 1 implicaría aparcar el proyecto dakariano.

    Mercedes e Ferrari são as esperanças do Idiota Veloz Espanhol. Ou vai para a F-1 ou entra de cabeça no projeto da Toyota para Rallye.

    Bottas e Vettel que se cuidem…

    “Torço” para que vá para a Mercedes. Fará um bem para a F-1, acredito que em 2 anos de contrato conseguirá levar os “Prateados” a um outro patamar… o mesmo que eles tinham em 2011…

  • Esperamos por mais exceções.

    Parece que o motor Honda já emparelhou com os da Ferrari.

    Li em algum lugar (acho que aqui no BLOG) que o Toto Wolf falou que a prova de ontem escancarou um ponto fraco da Mercedes (temperatura do motor). Só nos resta torcer por mais provas com temperaturas “Saarianas”

  • Espero que não tenha rolado nenhuma polêmica automobilística durante a pizza, Flavio, muito menos qualquer uso daquele “VAR” fartamente disseminado nos dias atuais, mais conhecido como “politicamente correto”…

    Um abraço!

      • Tirem as asas e voltem com o chassi tubular “charutinho”.

        A questão é que a F-1 sempre foi e será motor. O Cosworth revolucionou na década de 60 e inúmeros motores de lá para cá tiveram o seu reinado até os dias de hoje. A Mercedes dita as regras a 5 anos e quando acerta o chassi começa a deixar as coisas chatas.

        Os RubroTaurinos sabem bem como se constrói um chassi vencedor e possuem um piloto de F-1 a disposição dentro de seus carros. Possuem 2 dos 3 componentes para vencer na F-1. Fica a esperança que a Honda continue sua evolução para complementar o item faltante dessa equação.

Por Flavio Gomes

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil, onde ficou até dezembro de 2020. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

julho 2019
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031