MENU

quarta-feira, 17 de julho de 2019 - 21:03F-1

SOBRE DOMINGO DE MANHÃ

ingd193

Vettel se desculpa com Verstappen: mais um erro, chance de pódio perdida e imagem arranhada

RIO (na memória) – Olha, gostei muito da corrida de domingo na Inglaterra, já escrevi sobre isso e comentei nos vídeos, e quando a corrida é boa a gente sempre tem a impressão de que não falou tudo que gostaria. Para isso existe esta premiadíssima seção do blog, o rescaldo mais fantástico da imprensa mundial. Que começa com esse “frame” aí em cima, tirado da TV. É a imagem mais marcante de Silverstone na modesta opinião deste que vos bloga: Vettel pedindo desculpas a Verstappen pela patuscada da volta 37, que lhe custou um pit stop extra, 10s de punição e uma vergonha danada.

Mas também valeu a honra de ser retratado pelo nosso cartunista oficial, Marcelo Masili — que com seu traço sofisticado e sarcástico fez esta leitura do acidente entre o alemão e o holandês:ingmasili19

Perfeito, não?

Foi a primeira vez no ano que Verstappinho terminou uma corrida atrás de Gasly, seu novo companheiro de equipe. O jovem francês aproveitou o infortúnio de Max e fechou a prova em quarto — não sem antes ter dado passagem na 27ª volta ao prodígio da Red Bull, já que ele havia feito sua segunda parada durante o safety-car causado pela rodada de Giovinazzi.

max007a

Max: traje a rigor

Aproveitando o ensejo, porque não pretendo mais falar de Verstappen hoje, ele acabou usando este macacão promocional do próximo “007”? Juro que não reparei. Nem em Gasly — teoricamente, eles deveriam vestir as mesmas roupas.

Ainda no âmbito da Red Bull (gostaram?), duas notas isoladas sobre a dupla da Toro Rosso. Primeiro, uma elegia a Daniil Kvyat, que largou em 17º e chegou em nono com uma atuação muito convincente. Foi a quinta vez no ano em que o soviético pontuou.

Albon, seu parça tailandês, não teve a mesma sorte. Embora tenha tido um sábado espetacular, nono no grid, acabou em 12º. Motivo: por razões de segurança, simplesmente não pôde parar para um segundo pit stop e seus pneus acabaram no fim. A Honda explicou. Foi detectado um aumento de voltagem fora do comum na unidade de potência — que, como se sabe, é formada por um motor a combustão e dois elétricos — e o carro do rapaz estava muito energizado. Se ele parasse nos boxes, ninguém poderia encostar nele sob risco de ser eletrocutado.

(Se alguém quiser saber por que o próprio Albon, num carro de “alta tensão”, não levou um choque de arrepiar os cabelos e fritar as ideias, que pergunte a alguém que entenda de eletricidade. Eu morro de medo de fios desencapados e não mexo com essas coisas, não.)

Outro que foi bem na Inglaterra foi Raikkonen. Pelo oitavo lugar, claro. Mas, sobretudo, por ter dado uma volta com a Alfetta que venceu o primeiro GP da história — lá mesmo, em Silverstone, no dia 13 de maio de 1950 sob a batuta de Giuseppe Farina. O carro é lindo. Kimi disse que é barulhento, também. “Eu devia ter colocado um protetor de ouvido”, espantou-se. Como se nunca tivesse dirigido um carro ruidoso na vida…

ingd19a

A Alfetta de 1950: nas mãos de Kimi, o carro que ganhou o primeiro GP da história

A FRASE DE SILVERSTONE

ingd199

Haas: mais um vexame

“O melhor que nossos pilotos conseguiram trazer hoje para a batalha foi uma pá. Para cavar mais fundo ainda o buraco em que nos metemos.”

steinerggg

Steiner, da Haas

Günther Steiner, chefe da Haas, sobre sua dupla Grosjean & Magnussen. Eles se bateram na primeira volta, um furou o pneu do outro e ambos abandonaram antes da décima volta. Isso na semana em que a patrocinadora Rich Energy armou o maior barraco pelo Twitter, dizendo que ia rescindir o contrato. O tuíte foi desmentido depois, caiu o CEO da empresa e o patrocinador, no começo desta semana, mudou de nome. Uma zona inacreditável. 

Foram nada menos do que 351 mil pessoas passando pelos portões de Silverstone nos três dias do evento. No domingo, 141 mil. Eles deliraram com Hamilton, que ganhou pela sexta vez na Inglaterra. Foi a 80ª vitória dele, sétima no ano. Sétima dobradinha da Mercedes, também. E 96ª vitória da equipe alemã. Números impressionantes, não?

Mas impressionante, mesmo, foi…

O NÚMERO DA INGLATERRA

191gasly

Red Bull: parada mágica para Gasly

A imagem aí do lado é autoexplicativa. Pierre Gasly fez o pit stop mais rápido de todos os tempos, em 1s91. Aliás, ele não. Os mecânicos da Red Bull foram os responsáveis pela façanha, na 12ª volta da prova. Gasly teve mesmo um domingo feliz. Além de chegar à frente de Verstappen pela primeira vez, igualou seu melhor resultado na F-1. Foi quarto também no Bahrein no ano passado, pela Toro Rosso.

Bem meus amigos, creio que podemos encerrar por hoje, não? Acho que contemplamos tudo, então tchau, até mais.

Brincadeira.

Falta o gran finale, sem ele esta seção inexiste.

ingd194

Sainz: corridaça

GOSTAMOS – Da McLaren. Na verdade, de Sainz Jr. >>>, porque o espanhol foi mal no sábado e no fim das contas se recuperou lindamente para terminar em sexto, o “primeiro dos outros” — lembrando que o trio Mercedes-Red Bull-Ferrari ficou desfalcado de Vettel, que pela primeira vez no ano não terminou nos pontos. Carlos fez uma ótima corrida e aproveitou muito bem o safety-car para fazer sua única parada e ganhar várias posições. Largou em 13º, não nos esqueçamos. E sua resistência aos ataques de Ricciardo nas voltas finais foi exemplar. Norris, por sua vez, deu azar de parar duas vezes e nenhuma delas durante o safety-car. Acontece.

ingd198

Hamilton e a bandeira: cala a boca, Galvão!

NÃO GOSTAMOS – Toda vez que um piloto pega uma bandeira para comemorar uma vitória e Galvão Bueno diz que o primeiro a fazer isso no planeta foi Ayrton Senna, morre uma ararinha azul na Amazônia. É um porre essa necessidade de falar de Senna em TODAS as transmissões da emissora. Aliás, é um porre esse negócio de procurar traços de Senna cada vez que <<< Hamilton faz qualquer coisa.

74 comentários

  1. Brabham-5 disse:

    “NÃO GOSTAMOS – Toda vez que um piloto pega uma bandeira para comemorar uma vitória e Galvão Bueno diz que o primeiro a fazer isso no planeta foi Ayrton Senna, morre uma ararinha azul na Amazônia. É um porre essa necessidade de falar de Senna em TODAS as transmissões da emissora. Aliás, é um porre esse negócio de procurar traços de Senna cada vez que Hamilton faz qualquer coisa.”
    É por isso que há quase um ano já mudo de canal logo depois da bandeirada quando Hamilton vence.
    É muita babação de ovo pelo Neymar Jr. da F1.
    Parece que estamos ainda em 1993: “o alemão não tem competência e quando vence foi porque deu sorte ou trapaceou (ele ou a equipe dele) e o outro é o campeão-herói-marqueteiro da falsa modéstia que “todo mundo” ama”.
    É de dar náuseas.

  2. Brabham-5 disse:

    “NÃO GOSTAMOS – Toda vez que um piloto pega uma bandeira para comemorar uma vitória e Galvão Bueno diz que o primeiro a fazer isso no planeta foi Ayrton Senna, morre uma ararinha azul na Amazônia. É um porre essa necessidade de falar de Senna em TODAS as transmissões da emissora. Aliás, é um porre esse negócio de procurar traços de Senna cada vez que Hamilton faz qualquer coisa.”
    Galvão Bueno é pai das viúvas malditas que tiram a graça de assistir a F1 e outras modalidades de automobilismo. Toda uma geração ignorante de automobilismo, da história do automobilismo, que despreza a F1 antes e depois de Senna.
    Conviver com essas pessoas é o que há demais irritante quando se conversa sobre F1..
    Pior que o Galvão Bueno e toda a equipe de baba-ovo globais de Senna (Luis Roberto então, um show de baboseiras), e de outras emissoras, Fox inclusive, só o chato do Cagafredo.
    IN-SU-POR-TÁ-VEL.

  3. CRSJ disse:

    Verstappen ainda teve sorte de chegar em quinto depois do toque do Vettel.
    Pro Vettel só sobraram as desculpas em cima do Verstappen, mais nada.
    Os mecânicos da Red Bull com Pierre Gasly bateram o recorde do Pit Stop em 1s91, imagine o Piquet na decisão da Austrália 1986 com sua Williams-Honda fazendo o Pit em 8s38, hoje esse tempo já vale uma semana.
    A Haas vive um inferno astral de ter os seus dois pilotos batendo na primeira volta na mesma semana em que ela perdeu o patrocínio, ela não é a única nisso na história da categoria se serve de consolo.
    Pro Galvão Bueno o seu amigo Senna é um Deus das pistas insuperável, o único que fazia bonito dentro da pista parecendo que tudo que existe na F-1 hoje foi inventado por ele, e quem cai nesse Ufanismo Exagerado do Galvão é só gente de mente fraca.

    • Segafredo disse:

      Mente fraca, na minha opinião, é querer atribuir toda genialidade e os feitos espetaculares do Ayrton nas pistas, aos elogios do Galvão! Deixa de ser recalcado e aceite que é brasileiro o maior piloto que já existiu! Tenho certeza que vc não acompanhou aquela F1, e por ser mais jovem e ter visto Schumacher dominar sem concorrência alguma os anos 2000, depois Vettel e agora Hamilton, acha bonito e se contenta com essa F1 de 25 anos pra cá.

    • CRSJ disse:

      È SEGAFREDO, você não entendeu a coluna NÃO GOSTAMOS que fala do exagero ufanista do Galvão Bueno em relação ao Senna, ninguém falou que Senna é um roda presa, no meu comentário eu disse que é um exagero dizer que o Senna foi um Deus insuperável das pistas, isso vale pra qualquer ufanista de mente fraca como você.
      Dizer que SCHUMACHER ganhou Sete Títulos Mundiais na F-1 por acaso e sem adversários é burrice, tem gente que esquece que ele saiu de uma Benetton vencedora para uma Ferrari caída e desacreditada em 1996, até a FIA foi adversária do Schumacher, só pode ser dito que o Schumacher não teve um adversário pra valer em 2002 e 2004 onde o Rubinho conseguiu os seus dois Vices, Será que o Senna aceitaria sair de um carro vencedor para uma Ferrari caída e desacreditada?
      O único erro do Schumacher foi não ter corrido direto até os 40 anos na Ferrari encerrando sua carreira em 2009.
      Não sei como não chamaram a polícia pra prender o Schumacher quando ele venceu o GP Brasil 1994 derrotando o Senna!

      • Tag Heuer disse:

        Amigo CRSJ….. o que interessa são os fatos…..essa historinha de Schumacher ter saído de um carro vencedor e ir pra ferrari não muda os fatos sobre a carreira dele. A FIA foi adversária do alemão??? Onde??? em 94 quando corria com um carro fora do regulamento?? ou quando botava seus adversários pra fora da pista pra conquistar vitórias e títulos??

        Cai na real……..os fatos sempre apontaram a mentira que foi o multicampeão Schumacher!!

      • Marmelada-44 disse:

        O Brabham-5 tá certo! Você não passa de uma viúva maldita, Cagafredo. Só fala merda!

      • CRSJ disse:

        TAG HEUER, é mais um Ufanista, ele mal sabe que o Santo Senna hoje não conseguiria certos resultados na rígida F-1 de hoje, provavelmente ficaria somente com um só Título no que seria o mais exato o de 1991.
        O único truque do Schumacher no GP Brasil de 1994 foi não ter usado o filtro no reabastecimento onde ultrapassou o Senna que depois tentou de tudo para chegar nele até errar na Junção de Interlagos.
        É verdade o Schumacher nunca foi um completo Santo, assim como o Senna também.
        A FIA cassou (se informe criatura!) o SCHUMACHER durante o campeonato em 1994, e ainda tirou o Vice dele em 1997 na caneta depois de bater no Villeneuve.
        Prost, Mansell, Piquet e Schumacher não foram adversários do Santo Senna entre os Ufanistas do Brasil, eles foram Vilões!

      • Marmelada-44 disse:

        Disse tudo, CRSJ!

      • Mauro Cézar disse:

        Caros……………….todo mundo que argumenta algo contrário à Schumacher agora é ufanista pra vcs? Simplesmente, os Schumakistas, não aceitam alguns fatos sobre a carreira do alemão…..querem impôr somente os números que ficaram registrados esquecendo todo o contexto por detrás. Acompanhei a carreira completa do Ayrton e de Schumacher, e não acho que o alemão tenha passado perto de ser comparado ao brasileiro nos quesitos pilotagem, talento natural, velocidade e, principalmente “carisma”. Ayrton conquistou admiração em todos os países que a F1 passava. Em várias pesquisas já publicadas aparece sempre à frente do alemão, mostrando ser praticamente unanimidade (se é que se pode dizer que existe) quando o assunto é abordado. O que mais poderia explicar o fenômeno Senna?? ………. pelo jeito a Globo e o Sr. Galvão eram os únicos com direito de transmissão pra todos os países, pois conseguiram “ufanizar” um planeta inteiro, hehehe!

        Grande Abraço!

      • Alfredinho disse:

        Os mártires sempre são santificados. Principalmente, quando sua missão é abortada por um tragédia.
        É natural que as listas apontem Senna como o “maior” que apareceu e desapareceu na categoria.
        O problema é que você, Segafredo Mauro Cézar (não negue o nick, porque você e teus nicks são os únicos a se agarrarem nessas listas), transforma as tais listas em manuscritos sagrados.
        Está mais do que na hora de você rever seus conceitos. Negar a realidade é fanatismo. Pense nisso!

      • Mauro César disse:

        Nossa senhora……….depois é o coitado do Segafredo que é fanático.?

      • Alfredinho disse:

        Logotipo manjado, Favor trocar.

      • Segafredo disse:

        “maior que apareceu e desapareceu”………hahahhahahaha

        Essa foi boa schukruzete recalkada!! Chora na cama…….Saiam dessa Matrix a admitam que não houve e não haverá outro piloto de um tamanho igual ao do Ayrton!

      • Alfredinho disse:

        Pra você, que vive no mundo da fantasia, aconselho a leitura dos livros de J. K. Rowling.

      • Segafredo disse:

        Eu te aconselho qqr literatura sobre F1……tvz abra seus olhos pra alguns fatos!

  4. Segafredo disse:

    kkkkkk………….Porre é ter de aguentar brasileiros e jornalistas torcedores de piloto alemão, com dores de cotovelo! E no caso dos 2 SchukrutesFakes,(Um vegeta em casa o outro nas pistas) nem um nem o outro superará a genialidade de um Ayrton Senna..!!

  5. Mônica disse:

    O meu gatão está um charme com esses óculos escuros e pilotando uma lendária máquina, cuja marca ele está honrando com seus desempenhos na atual temporada.
    Eu amo o meu gatão!

    #IceKiss

  6. Flavio padilha disse:

    Saudações Flavinho Gomes ! que show…Um monte de verdades mas não posso deixar de colocar um comentário do Galvão. ” Me lembro de estar na festa de entrega de prêmios da FIA com Reginaldo, Burti e Massa, e na ocasião Hamilton recebia seu troféu da F2 e falou: I Wanna Figth You, e eu respondi: já menino ? ” na transmissão me lembre do Agnaldo Timóteo ” Menino ou Menina ? ‘…Galvão está atrapalhando os comentários do Burti, está rabugento e pior, não tem mais substituto pois Sergio Maurício está torcendo pro Vettel desesperadamente, jogando por terra sua carreira maravilhosa. Vamos preparar o Thiago Alves. abs

  7. Wanderson Marçal disse:

    Vim ler só porque você escreve bem e tava com saudade dos seus relatos. Mas enquanto a F1 tiver o halo, não tem minha audiência. Vi que pra 2021 vão manter, e também a porcaria do DRS, então já era.

  8. Bola da Vez disse:

    É claro que o Kimi achou o motor da Alfetta barulhento, meu caro Gomes. Ele pilotou sem capacete! É só olhar a foto.

  9. Marcelo Borges disse:

    O tempo do Galvão Bueno já passou. Faz tempo que em as suas narrações fica evidente a lentidão de raciocínio e a confusão mental. Está sempre se atrapalhando e perdendo lances importantes da corrida. Realmente não dá mais. E ficar falando do Senna o tempo todo é um pontapé no saco. De bico.

  10. Glaucio disse:

    Galvao é chato demais com isso, vai passar uma vida batendo nessa tecla de sempre lembrar o Ayrton.

  11. ED disse:

    LECLERC, apesar de Monegasco, tem sobrenome de nobreza Francesa. Ele ainda não se revelou completamente ao meu ver, de vez em quando deixa escapar uns chiliques ao velho estilo Francês de ser. Vai vendo…………….o rapaz é bem chiliquento, só está se segurando.

  12. Ricardo Bigliazzi disse:

    Tudo dito.

    Sobre o Albon não correr riscos a explicação mais simples nasceu com o Sr. Michael Faraday e sua famosa – “Gaiola de Faraday” – que foi um experimento para demonstrar que uma superfície condutora eletrizada (carro de F-1 como no caso do Albon) possui campo elétrico nulo em seu interior (onde o Albon estava sentado) dado que as cargas se distribuem de forma homogênea na parte mais externa da superfície condutora ( carroceria onde um mecânico poderia morrer se tocasse).

    Se não me engano esse conceito é empregado na aviação, onde um raio atinge um avião em voo e ninguém dentro dele acaba virando churrasco instantaneamente.

  13. Rogério disse:

    Dessa corrida fiquei com uma dúvida, onde estaria a mclaren se tivesse motor Honda?
    E não existe esse negócio de novo Senna !
    Senna não foi o novo fangio foi ele mesmo
    Hamilton será lembrado pelo que ele conquistou e vai conquistar ainda
    Mas entendo um pouco o Galvão foram grandes amigos e é normal uma pessoa quando vai ficando mais velha ficar lembrando do passado

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      Acho que a Mclarem poderia estar a frente do que esta hoje, mas ainda atras da RedBUll (o carro da RedBull se encontrou com a nova asa dianteira que estreou na Austria, segundo o Vertapen agora ele sabe o que o carro fará na entrada e na saída de curva).

  14. Estevão disse:

    Coitado do Albon, deve estar preso no carro até agora.

  15. fredy disse:

    Uma boa opção seria a contratação pela globo do jornalista criador desse blog. Um pouco ignorante e com gosto duvidoso para carros e política. Mas é carismático e entende do assunto.

  16. fredy disse:

    Galera, paciência com o Galvão. Pois o Luis Roberto é muito pior. Que cara mala velho.

  17. Marcelo disse:

    O Galvão, além de tá “gaga” parece que é viúva do Senna.
    Mas nas transmissões da SporTV também não faltam comentários sobre ele.

  18. mario aquino disse:

    Deveriam deixar a alma de AS descansar em paz mesmo, caso contrário a alma penada dele deveria passar a assombrar os estúdios da prateada por vingança, seria uma ótima solução, assustar este povo que insiste em ganhar $ com alguém que já falecei há 25 anos.

  19. Bellof disse:

    Chato mesmo essa coisa de falar de ayrton senna toda transmissão.
    Chato também essa sua coisa de sempre alfinetar uma pessoa que nem está mais aqui a muito tempo.

    Enfim, admiro muito seu trabalho.
    Melhor cobertura da F1.

    Abraço.

  20. Fernando disse:

    Se me permite uma pequena correção. Esta Alfa que Kimi pilotou venceu em 1951 não em 1950. Informação que a Eleven Sports divulgou, recebida da organização da prova.

  21. Mansell disse:

    Hamilton citou Senna na entrevista antes da corrida para a Mariana… e agora?

  22. Clayton Araujo disse:

    Concordo em tudo. E esqueçam o Galvão. É um velho gagá e barrigudo.

  23. murilo disse:

    Sempre presto atenção quanto tempo levam para citar o Senna nas transmissões da Globo. Quando não citam nas chamadas da corrida, levam menos de 2 minutos nas transmissões.

  24. Felipe disse:

    Vettel tem credencial para bater mais umas 10 vezes no Verstappen, tanto que esse já bateu e tirou Vettel de corridas nas temporadas anteriores (enquanto ainda lutava pelo titulo).

  25. Breno Guhtz disse:

    A situação de desequilíbrio do Vettel é fácil de explicar. Qualquer “primeiro” piloto que perceba que um novo companheiro de equipe é imbatível chora no banho mesmo. Não tem jeito.

  26. Luiz disse:

    Flavio,

    poderia me passar um emal para enviar algumas fotos que tirei em silverstone.

    Não tenho facebook.

    abçs

    Luiz

  27. Jonivan disse:

    O excesso de energia (eletricidade estática) precisa ser descarregada para a terra (o chão mesmo). O piloto não toma choque no carro “energizado” porque ele (o piloto) não está em contato com a terra. Já alguém que encostasse no carro, por estar em contato com a terra, serviria de condutor para a eletricidade, e a descarga elétrica aconteceria. É o que ocorre quando tomamos choque na porta da geladeira, na torneira no chuveiro, ao subir no ônibus… E é por isso que caminhões de combustível andam com uma corrente arrastando no chão, para evitar acúmulo de eletricidade estática. Seria uma boa solução para os carros da F1…

  28. Carlos disse:

    Realmente é um saco as tiradas de Galvão acerca do amor da vida dele, que se foi naquele acidente super esquisito em Ímola. Não deixa o espírito do pobre descascar, nem que seja por uma corrida!
    Agora, dá gosto de ver a estrutura da Mercedes. Um relógio perfeito, eu diria; e já postado por vocês sobre as entranhas dessa equipe, que trabalha as 24 hs do dia, chova ou faça sol; e ainda ter um cara como Hamilton à bordo, é humilhante aos demais. Só não falem nada a meu irmão, que é fã do cavalinho rampante e do pobre diabo Vettel.
    A corrida foi sensacional, grande pista que jamais pode sair do calendário. Pois onde mais poderíamos ver pegas como os que vimos nesse último domingo?

  29. Igor disse:

    O Galvão, pra piorar, ficou uma hora falando que o safety car estragou a prova.

  30. Jeferson Araújo Pereira disse:

    É um porre Luciano Burti falar em TODAS as transmissões que ele já foi um piloto de F-1. Segue 3 exemplos de um total de 1287 vezes que ele fez questão de lembrar ao telespectador de que já fez parte da categoria.

    1- “Na minha época”…

    2- “Eu lembro que em um treino …”

    3- ” Quando eu corria eu fui muito amigo do ….”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *