BACK TO THE OFFICE

RIO (agora, acertos) – Não tenho falado muito das corridas de clássicos ultimamente, pelo simples fato de que minha promissora carreira de piloto entrou num ciclo errático desde a mudança para o Rio, há dois anos. Mas a quem interessar possa, o Meianov voltou às pistas no último fim de semana para os primeiros testes com motor AP. O Luiz Finotti, Nenê, meu chefe de equipe e um dos melhores pilotos do planeta, foi o responsável pelas primeiras voltas desta nova fase do bravo soviético em Interlagos.

O carro foi inscrito na “Clássicos de Competição”, uma prova com limite para os tempos de volta estabelecido em 2min20s — para participantes menos afoitos e carrinhos mais antigos. Ideal para os primeiros ajustes. Não foi mal… Nenê terminou em primeiro, vitória na geral entre os 12 que largaram.

Claro que é muito legal voltar com um primeiro lugar na geral — algo inédito na vida desse automóvel –, mas ainda temos muita coisa para acertar, especialmente no diferencial e no câmbio. Porque o objetivo do Meianov é retomar a vida nas categorias mais velozes promovidas pela LDA, liga independente que vem conseguindo um relativo sucesso como alternativa às competições da FASP. Nossa meta é virar tempos entre 2min06s e 2min08s em Interlagos — com motor russo, o Meianov registrou 2min13s como melhor tempo.

De qualquer forma, fiquei feliz em vê-lo na ativa de novo. As fotos foram enviadas pelo “matuza” (lembram?) Edison Guerra. Devo reassumir o volante dele no final de julho. Vamos ver o que conseguimos até lá.

Comentários