ONE COMMENT

Eu deixaria exatamente como está…

Comentar

LADALAND

Como prometido, a segunda parte do e-mail do Felipe Toniato, com as respectivas fotos:

Também te envio umas fotos de um carro que, na minha modesta opinão, deve ser o mais remoto que já apareceu no blog. De 2015 a 2017, morei na Guiné Equatorial (pequena ditadura na África Central, entre o Gabão e Camarões, único país hispanófono da África). O território da Guiné Equatorial inclui umas ilhas no oceano Atlântico: Malabo, que é a capital, Corisco, perto do continente, e Annobón, ao largo da costa gabonesa e a cerca de 600 milhas da ilha de São Tomé. Annobón é um antigo vulcão extinto, que hoje serve de extração de rocha para construção. A ilha é minúscula: metade é o vulcão e sua cratera, que virou lago, e a outra metade é a pista de pouso, aeroporto e uma vila onde moram o pessoal da mineradora e os annobonenses locais, antigos descendentes de escravizados africanos que falam um dialeto de português. Ora, qual minha surpresa quando passeando pela vila achei um Lada na garagem de uma casa! Pensei logo no seu blog. Tirei umas fotos e tentei procurar o dono/a mas não havia ninguém ali. Resta-nos, pois, especular a epopeia deste Lada branco. Como será que foi parar ali? Quem é o proprietário? Qual caminho percorreu desde a Mãe Rússia até a ilha perdida de Annobón? Quantos anos faz que ali está? Por que Annobón? Veja aí então a localização no Google Fucking Earth e me diga se não é o Lada mais remoto já registrado no blog? Um grande abraço do leitor viajante!

Bem, eis aqui, no mapa, Annobón (ou Ano-Bom, em português). E, abaixo, uma foto da ilha que pesquei na internet. De fato, um Lada aí é algo inexplicável. E é, sim, disparado, o Lada mais remoto da história deste blog! Acreditam que tentei localizar o carro na pequena vila? Não achei. Já pensou trazer esse 2107 pra cá? Seria guardado numa redoma, do jeito que está. Mas com sua história contada, que essa a gente não conhece, infelizmente.

Não sabia nada sobre Annobón, nem sobre a Guiné Equatorial. Seu e-mail me fez ir atrás de tudo que fosse possível encontrar de informação. E como é bom aprender alguma coisa…

Falta saber que diabos você, Felipe, foi fazer nessa ilha!

Comentar

ÁLBUM (SOBRE RODAS) DE FAMÍLIA

O Felipe Toniato mandou vasto e-mail que terei de separar em duas postagens. Começamos com estas duas fotos de seu avô e a mensagem abaixo delas:

Olá Flavio, tudo bem? Primeiramente queria dizer que eu adoro o blog. Creio que eu o sigo desde 2008 (acho). Em todo caso são muitos e muitos anos que entro literalmente todos os dias para ler os teus textos. Para você ter uma ideia, quando eu não consigo acompanhar algum GP pela TV espero pelo seu rescaldo para saber o que aconteceu. Sinto muita falta do “Gira, Mondo, Gira” [nota do blogueiro: tem newsletter agora com esse nome, aqui]. Adorava ler sua visão dos acontecimentos (que quase sempre era igual à minha). Outra coisa, pelamordedeus, para de falar que vai abandoná-lo [nota do blogueiro II, a missão: nunca disse que vou abandonar o blog, ele que foi abandonado pelos leitores!]. Eu tenho frio na barriga cada vez que leio isso! Como vou fazer sem o blog do Flavio Gomes? Pó parar hehehehe… Somos muitos e muitas a ler e acompanhar o que sai das tuas teclas. Não nos deixe de celular vazio na mão. Em segundo lugar, eu queria te enviar umas fotos, que fica a critério seu publicar, claro. As primeiras são de meu avô Milton de Azevedo Tomei, que foi caminhoneiro nos anos 50, 60 e 70. Uma dele com uma Kombi, que não sei ano, modelo, nem aplicação (como ele faleceu em 1987, várias histórias se perderam). A segunda é do fenemê velho de guerra que ele dirigia Brasil afora. Tem até um causo engraçado envolvendo esse caminhão. Meu avô trabalhou levando material para a construção de Brasília. Numa das viagens, ele tinha de levar umas toras de madeira para a nova catedral. Chegando lá, rodou, rodou e rodou buscando a bendita igreja, mas nada de achar o canteiro. Cansado, parou e perguntou para um peão que estava ali: “Oh homem, me diga, onde está essa igreja aí, que eu tenho que entregar o material?”. O sujeito vira e fala: “Tá vendo não? É aquele troço ali, oxe!”, e apontou para a estrutura com a forma que todos conhecemos hoje, mas que para o pessoal da época, e para meu avô, não lembrava nem um pouco o formato de uma igreja.

A próxima história vem no post seguinte e é melhor ainda, porque tem Lada no meio.

Comentar

LEGIÓN URBANA

Thiago Arantes, da Espanha, mandou as fotos. A Ford nunca fez Fiesta XR por aqui. Deveria ter feito.

Comentar

FOTO(S) DO DIA

SÃO PAULO (só vitória) – Antonio Fuoco, Miguel Molina e Nicklas Nielsen. Os três entram para a história de Le Mans após a espetacular vitória da Ferrari #50 nas 24 Horas, conquistando o bicampeonato para o time italiano. O Grande Prêmio mostrou a corrida ao vivo num marco para as transmissões por streaming no YouTube. Foram quase dois milhões de visualizações e cerca de 100 mil pessoas simultâneas acompanhando os últimos minutos, contando as outras plataformas, como TikTok. Transmissão feita por jornalistas profissionais sem gracinhas, dancinhas & papagaiadas em geral — um time com três narradores, repórteres, comentaristas históricos como Dedê Gomez (que honra!) e pilotos. Um show de informação, conhecimento e seriedade.

E o GP anunciou que em breve vira canal de TV com 24 horas de programação de esportes a motor.

Meu filhote cresceu.

Sobre a vitória… A corrida teve quase sete horas sob safety-car por causa de acidentes e da chuva forte de madrugada. Foi um thriller, com várias mudanças de liderança ao longo das 24 horas de prova. No final, a Toyota chegou bem perto, terminando a corrida a menos de 15s de distância. Um espetáculo. Foi a 11ª vitória da Ferrari na geral em Le Mans, a segunda consecutiva — ano passado quem levou foi o #51, com Alessandro Pier Guidi, Antonio Giovinazzi e James Calado. Eles terminaram em terceiro hoje, com o modelo 499P. Antes, a Ferrari venceu em 1949, 1954, 1958 e de 1960 a 1965 — deflagrando a reação da Ford retratada no filme “Ford x Ferrari”. Nas outras categorias, a Ferrari ainda tem 29 vitórias, totalizando 40 em La Sarthe. Foi a primeira vez desde a Alfa Romeo, em 1934, que uma marca vence, no mesmo ano, em Le Mans e Mônaco. Na época, a F-1 ainda nem existia. Mas o GP de Mônaco, sim.

Comentar

ONE COMMENT

Esse eu teria. Me amarro nessas homenagens a clássicos de verdade. Também teria um New Beetle e um Cinquecento. Viva o Panda!

(Segundo a Fiat, o Grande Panda deve chegar ao Brasil até 2026. Dá pra esperar.)

Comentar

SUPERSEXTA (2)

SÃO PAULO (conseguiram) – A FIA baixou para 17 anos a idade mínima para emitir superlicença, desde que a entidade considere que o piloto tenha habilidades específicas para isso.

A nova regra foi escrita para permitir que Kimi Antonelli corra já neste ano. E vai correr. Pela Williams, claro.

Mas não se surpreendam se Hamilton ceder seu lugar em alguma corrida. Ou em mais de uma.

Comentar

SUPERSEXTA (1)

SÃO PAULO (resuminho) – Adrian Newey assinou com a Ferrari. Não é furo meu, nem chute. Mas a revista “BusinessF1”, que entende do negócio, se me permitem o trocadilho, já cravou. Serão três anos, US$ 105 milhões pelo contrato. E US$ 5 milhões de comissão para, quem diria, Eddie Jordan — na condição de empresário.

Mais detalhes na newsletter, que vocês deveriam assinar. Incluindo a carta que Newey escreveu para diretores da Red Bull já no ano passado, avisando que iria sair. Naquele momento, a decisão tinha a ver com Christian Horner, mas não com a denúncia de assédio sexual.

Comentar

ENCHE O TANQUE

SÃO PAULO (que pena) – Geraldo Papa mandou a foto (antiga, de 2006) e o texto:

Bom dia! Em 2006 estive em Gonçalves, MG. Cidade encantadora na Mantiqueira. Na época, este era o único posto de gasolina da cidade. Ficava num largo, próximo à rodoviária, passagem para toda a cidade. Já em 2007 ou 2008 (não me recordo), este posto e toda a esquina foram demolidos, dando lugar ao um posto de gasolina comum, que vemos diariamente pelas ruas das cidades. E o largo ganhou uma rotatória, com um totem com relógio e termômetro.

Duvido que tenha ficado melhor do que a foto de 2006. Na dúvida, fui ver. Está assim.

Comentar

RÁDIO BLOG

Desacelerem, crianças…

Comentar

Blog do Flavio Gomes
no Youtube
MAIS VISTO
1:14:48

FERRARI VAI DO CÉU AO INFERNO (BEM, MERDINHAS #165)

Depois de um pódio duplo em Mônaco, com vitória de Leclerc e terceiro de Sainz, a Ferrari dá uma pirueta e sai zerada de Montreal. Vê a McLaren se aproximar e percebe que ainda tem muito trabalho...

1:22:16

A AULA DE VERSTAPPEN NA CHUVA (F-GOMES, GP DO CANADÁ, DIA #3)

As condições eram adversas, o carro não estava lá essas coisas, mas mesmo assim Max Verstappen venceu de novo. Na melhor corrida do ano, em Montreal, o holandês da Red Bull ganhou pela sexta vez ...