NAS ASAS

Jeremy Clarksson, que fará a nova versão do “Top Gear” na Amazon (sim, a Amazon tem sua versão Netflix), apresenta o novo brinquedinho da companhia. Não sei se já está autorizado pelos departamentos de aviação, mas é uma loucura.

Comentários

  • Não haverá limite para o PODER DA GRANA?? Ninguém vai impedir que os poderosos endinheirados inventem melecas pra ganhar mais dinheiro, às custas da qualidade de vida? Vai ter graça, além do estresse todo aqui no chão, ver o céu poluído com um monte de pernilongos teleguiados?? A boçalidade norteamericana (bem mostrada nesse vídeo) vai continuar por quanto tempo? Esse american way of life está ruindo! Alguma coisa tem que tomar o lugar de tanta ignorância!

  • Por isso estamos destruindo o planeta, a porra da menina quer fazer exercício mas não tem pernas para sair de casa e comprar na loja mais próxima. Mal posso esperar para pedir um treco qualquer baratinho e quando o drone descer, amarrar ele numa pedra e sequestrar o meu primeiro drone. Tenho um amigo que muda os comandos e dá para usar com controle normal de aeromodelo. Juntamos umas dúzias e atacamos a sede do Grande Prêmio e… opa…

  • Pois é FG, em algumas cidades nos EUA já fazem entregas assim, com drones, assustador! Pena que estes não são utilizados apenas para facilitar nossas vidas, mas também nos deixar cada vez mais preguiçosos. À tecnologia às vezes me assusta…

  • Quero só ver esses drones passando pelas favelas…
    Vão ser abatidos por tiros de fuzil e a mercadoria roubada.
    Pode ser muito bacana na teoria e estrategia de marketing, mas estamos muito longe dessa realidade.
    Aqui nem o Correio faz entregas em determinados locais, considerados perigosos.

  • Se pensar em áreas de dificil acesso, montanhas, ilhas, ou interior, pode até ser viável, mas não nos grandes centros urbanos. Isso deve ser vetado pelas autoridades de aviação civil. No Brasil seria um tiro ao pombo, e o povo correndo atrás como fazem com os balões. Não acredito que isso seja viável, se for a Amazon não seria a única e o caos seria um fato nos céus.

  • Regulamentar de verdade o uso de drones será um bela dor de cabeça. Apenas considerando a quantidade que já está voando por aí, usados por fotógrafos e cinegrafistas amadores e profissionais. A paz dos céus “mais baixos” está com os dias contados. Pássaros, helicópteros e bruxas, que se cuidem.