INDY, DIA #1 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 23 de março de 2012 - 17:44Indy, IRL, ChampCar...

INDY, DIA #1

SÃO PAULO (e daí?) - Terminou o primeiro dia oficial de Barrichello na Indy. Nos treinos livres de hoje em São Petersburgo, ele ficou em 23° entre os 26 que treinaram. Mas antes que comecem a dizer bobagens, Rubens teve problemas de câmbio e deu pouquíssimas voltas, apenas oito no primeiro treino e 20 e poucas no segundo, numa pista que lhe é desconhecida. O resultado, pois, é irrelevante. Tony em 8° e Viso em 20° é que dão uma ideia de como a KV é um time apenas médio, que vai viver de espasmos ao longo do ano. Por isso ninguém deve esperar milagres. Mesmo num campeonato de carros parecidos, sempre tem aqueles que andam mais à frente.

Rubens e a equipe têm de se preocupar muito mais em encontrar os gremlins que atrapalharam seu dia do que com a folha de tempos, enfim. Essa, sim, diz alguma coisa. Do primeiro ao 20°, menos de um segundo, mas isso não é propriamente um fator de equilíbrio. A pista é curta, menos de 3 km, e é normal que os tempos fiquem próximos. O que a cronometragem mostra com clareza é que nos seis primeiros lugares aparecem três carros da Penske e três da Ganassi. Power, o da foto, comandou a dobradinha da Penske, com Franchitti, Rahal e Dixo, o trio ganássico, logo atrás, e Helinho em sexto. O duelo entre as duas grandes equipes da categoria será a marca do campeonato, e o legal é que são seis pilotos, todos mais ou menos do mesmo nível. E também interessante será a briga entre Chevrolet e Honda entre os motores, já que o Lotus é claramente inferior.

Amanhã sai o grid. Em pista de rua é importante largar na frente, seja em uma prova de monopostos, seja com patinetes. Mas na Indy, como se sabe, acontece tanta coisa numa corrida que largar mais atrás também não chega a ser uma tragédia. Seguimos acompanhando este primeiro capítulo da aventura americana de Barrichello.

23 comentários

  1. Pedro Jungbluth disse:

    Pior cagada foi ter assinado com a KV. Do jeito que o Rubens é, nem deve ter ido bater na porta das outras equipes. Arrumou grana, despejou no time, e assinou o lugar num time mediano. Tudo sem pensar muito, como ele costuma fazer.

    A Impressão que eu tenho, é que com o carro novo todos os times teriam uma chance de igualar o desenvolvimento. Pois acho que a Penske e a Ganassi conseguiram foi aumentar sua diferença para medianos como a KV, pelos tempos até agora. Então acho que os razoáveis resultados que Kannan conseguiu ano passado não vão se repetir.

    • Carlos Trivellato disse:

      Não tem importância, logo ele estará de volta a Ferrari.
      Ainda que muita gente valorize essa aventura americana de Rubinho, acho que ele deve ter entrado numas de “vou me divertir”, sem lá muito empenho em ponderar ou procurar a melhor alternativa. Conformado ou não, a F1 parece continuar em sua cabeça e, dependendo de minha torcida, é para lá que ele voltará. Vai dar certo!

      • Mauricio disse:

        Se ele pretende ter alguma porta aberta na F1, não pode tratar essa temporada na Indy como uma “aventura”. Ele só terá chance de voltar à F1 se tiver um bom desempenho na Indy.

  2. willian disse:

    não ia comentar nada, mas ri muito com essa parte do texto:

    Em pista de rua é importante largar na frente, seja em uma prova de monopostos, seja com patinetes.

  3. Marcelo disse:

    A médio prazo Rubens pode se dar bem na Indy(2012 é ano de aprendizado), mas todos sabemos que ele é meio zicado(tudo acontece com ele), eu pelo menos não vou cobrar nada. Se Rubens ficar próximo de Kanaan na pontuação já vai ser muito bom, essa vai ser uma boa base para o Rubens, ele tem que ficar na “marcação” no companheiro na tabela. Mesmo se Kanaan for o sétimo no campeonato com Rubens logo atrás, não será uma tragédia. F.Indy como categoria esta muito atrás da F1, mas nem por isso podemos dizer que é categoria fácil. Rubinho na Indy é ótimo como renovação, Helinho já fez muito no USA, ainda não foi campeão, mas venceu 3 vezes as 500 milhas(para muitos no USA isso tem mais valor que o próprio título). Kanaan já foi campeão em 2004 com méritos, nunca venceu as 500 Indy, se foi campeão dever cumprido. Isso já mostra como a coisa não é fácil na Indy, melhor coisa é Rubens cutir a categoria sem pressão, se a Band quer elevar a Indy como a melhor categoria de todos os tempos…ótimo. Mas desde que deixa Rubens em paz, sempre aconteceu isso com os brazukas no USA e todos correram em paz. Rubinho tem forte torcida no Brasil, mas não vamos nos iludir, a KV tem seus limites e Rubens tem muito que aprender. Com o tempo ele pode ter sucesso no USA, nos próximos anos mostrando serviço ele pode mudar para uma equipe de ponta. O que eu torço mesmo é pra ninguém se machucar em 2012, o resto é resto…

  4. Francisco disse:

    Putz, se fosse assim teria sido perda de tempo na Stewart também, mas o Rubens andou bem e foi pra Ferrari. Pode ter certeza que Roger e Chip estão de olho nele… Circuito de rua é tranquilo pra aprender, se resolverem o problema ele é top ten amanha com certeza.

    • luiz alberto disse:

      Depois de 19 temporadas na principal categoria do automobilismo ele teria mais o que para aprender???????????
      Relação de marcha,regulagens de aerodinâmica e suspenção,são o que são em qualquer categoria. O que podera ser diferente são os circuitos,máááássss Mansel veio, viu e venceu no primeiro ano na categoria,Más Pacheco que é Pacheco pode muito bem esperar mais dezenove temporadas esperando o amadurecimento do referido piloto.Que ele tenha uma boa temporada e bons resultados.

      • Anderson disse:

        Barrichello não é Mansell e KV Racing não é Newman Haas. Essa comparação imbecil tem sido feita de forma tão errada… Mansell era muito superior ao que Barrichello é, e a Newman Haas era simplesmente a equipe dominante, numa época que o desnível entre as equipes era gritante.

        Ficam arrumando argumentos idiotas pra agredir os ditos “Pachecos” mas na verdade quem faz isso não passa de “hater” ou “troller”

  5. aldo gomes disse:

    Vamos ver o circo pegar fogo de novo.

  6. Ricardo Pignatelli disse:

    As pessoas que dizem que os motores são iguais claramente não entendem nada de Indy. A KV está desenvolvendo seu carro, acredito que o Barrica e o Tony possam beliscar alguns pódiuns, vitória é praticamente nula.

  7. Marcel disse:

    Porque quando se fala de Barrichello as mocinhas ficam logo dando chiliquinhos, tanto os pró quando os contra? Mas principalmente os contra. Sejas homem.

  8. Fernando disse:

    sim..concordo….mas assim como na época da Globo ele não se furtou de assumir um papel de favorito ao titulo nao é mesmo..

    lixo é lixo, não importa a lata.

  9. Mauricio disse:

    Pena. Num circuito de rua e desconhecido ele tinha que ganhar mais quilometragem pra aprender as manhas da pista e ajustar o carro.
    Pouco a se esperar da classificação. Na corrida, vai ter que contar com a sorte.

  10. fabio moyses disse:

    já disse em vários comentários aki e repito: o Rubinho tinha ter entrado na Penske ou na Ganassi!!

  11. Macario disse:

    Como havia comentado no post em que perguntava como seria a performance do Rubinho, a má administração de sua carreira é evidente. Insistiu até o final na Williams, sem levar em conta a necessidade de um plano B. Depois, no improviso e na empolgação, vai prum time de segunda linha. Vão querer comparar com Mansell, mas este foi pra Newmann/Haas, que era na época a melhor equipe junto com a Penske. Mais uma vez vai ser cobrado e ridicularizado. Melhor seria tirar um ano sabático, disputando provas especiais como Le Mans.O cara não respeita a própria carreira.

  12. Escândalo Imobiliário em Angola disse:

    AH VÁ! Barrichello teve problemas? Isso sim que é novidade!

  13. Antonio disse:

    A diferença do Will Power para o Tony foi de 4 decimos.
    Dá para o Barrica chegar perto, mas realmente não dá para comparar Penske com KV
    Espero que consertem o carro a tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>