DEU LUCAS

putra001

SÃO PAULO(dormir pra quê?)E não é que deu Lucas di Grassi em Putrajaya? A segunda etapa da Fórmula E foi um porre na primeira metade, mas excelente na segunda. Buemi fez a pole, o que era previsível, e liderou desde a largada, o que também era previsível.

Mas, aí, seu carro apagou. Depois funcionou de novo. A e.dams chamou ele e Nicolas Prost para os boxes. A troca de carros foi feita no modo de emergência, três voltas antes da maioria.

Nessas, emergiu o brasileiro. Que fez um pit stop muito bom, ganhou a posição de Duval, depois passou Félix da Costa, depois superou Prost e ganhou. Simples assim?

[bannergoogle] Nem tanto. Para Lucas, talvez — boas e seguras ultrapassagens, solidez na ponta sem maiores sustos. Para muitos outros, longe disso. Vários carros apagaram na corrida, como o de Buemi. Provavelmente problemas de temperatura nas baterias, na fornalha malaia — 40°C na sombra. Os carros, quando esquentam demais, entram em modo de segurança e, depois, religam.

Alguns pilotos foram muito bem na prova da madrugada. Bruno Senna foi um deles, terminando em quinto. Nelsinho Piquet, oitavo, enfrentou a lentidão já conhecida da China Racing desde a primeira etapa, mas soube lidar com as dificuldades com uma estratégia diferente, esticou o primeiro stint, contou com quebras e batidas de alguns à sua frente e fechou o eP de Putrajaya em oitavo. Sam Bird e Robin Frinjs, segundo e terceiro, também merecem uma menção. O holandês chegou com o carro todo torto, depois de bater no muro e em Duval. Bird contou com os azares dos outros, soube administrar energia e temperatura e obteve uma ótima segunda colocação.

Di Grassi agora é o líder do campeonato. A e.dams segue tendo o melhor carro, mas precisa resolver problemas de confiabilidade no equipamento — Prost também foi vítima de uma brusca queda de rendimento. Buemi salvou alguns pontos da pole e da volta mais rápida, e agora está em segundo na classificação.

Próxima parada, Punta del Este. Quer saber? Bom programa para as férias de dezembro. A cidade é demais. O país é demais. As corridas são legais. Vou tentar me escalar!

Comentários