A IMPRESSORA QUE FEZ | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 6 de novembro de 2015 - 20:20DKW & cia., Indústria automobilística, Tecnologia

A IMPRESSORA QUE FEZ

audi3d

SÃO PAULO (inacreditável) – O carrinho aí em cima, uma réplica em escala 1:2 do Auto Union Type C que dominou as corridas de Grand Prix na segunda metade da década de 30, foi impresso. Isso mesmo, impresso numa impressora 3D. Em metal.

A Audi está desenvolvendo máquinas capazes de imprimir peças metálicas em 3D, como mostra o vídeo abaixo. Foi o Ricardo Divila quem mandou o link.

Às vezes tenho medo do que vai acontecer neste planeta no futuro.

12 comentários

  1. Speedy Racer da Mooca disse:

    Aliás, a impressão 3D já vem substituindo inclusive as fotos convencionais, aquelas que a gente tem em porta-fotos pela casa. Hoje já podemos ter “miniaturas” de nós mesmos em 3D. Entramos numa cabine, tipo aquelas de fotos instantâneas antigas, somos “escaneados” e depois recebemos “bonequinhos” plásticos em miniatura perfeita de vários tamanhos (bem caros) , coloridos e vestidos com a roupa que vestimos no momento do escaneamento, o que trás de volta o sentido de “se vestir bem pra foto”.

    • Speedy Racer da Mooca disse:

      Tinha um “estúdio” no Shopping Center 3 (na Paulista) da Print Me, mas sei lá porquê não estão mais láhttp://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,728058,Print_Me_cria_tecnologia_brasileira_de_impressao_3D_de_pessoas_e_animais_de_estimacao,728058,5.htm

  2. Speedy Racer da Mooca disse:

    “…this kind of technology could ultimately bring the cost of production down…” ( “…este tipo de tecnologia poderia finalmente baratear o custo de produção …”) ou “…este tipo de tecnologia substituirá muitos trabalhadores em siderurgia…”

  3. Irineu disse:

    Pffff…

    Teletransporte, isso sim. Depois não vai precisar inventar mais nada.

  4. Eduardo_SC disse:

    É, pode ser o começo de uma nova era da metalurgia quando essas essas peças ficarem melhores que as usinadas. Mas dá para comparar com peças feitas em fundição.

  5. Brito disse:

    As impressoras 3D representam a maior revolução tecnológica desde a internet. Imagino que no futuro, quando a coisa estiver bem desenvolvida, esse tipo de aparelho poderá sintetizar desde comida até órgãos humanos para transplante.

  6. Pedro disse:

    A impressão 3D com materiais metálicos já é uma realidade faz algum tempo na indústria aeronáutica. Obviamente a tecnologia vem se tornando menos onerosa e portanto mais acessível às outras indústrias. Eu acho que o maior benefício da impressão em 3D é a economia de material, fabricação de peças com geometrias mais complexas e leves.

  7. José Brabham disse:

    Impressionante esse trecho:

    “These objects are extremely strong because they are more dense than similar components made from die casting or hot forming.

    The end goal is to get these 3D printers involved in series production. This kind of technology could ultimately bring the cost of production down while yielding stronger components. “

  8. Thiago Leal disse:

    Também tenho um certo receio, principalmente porque só consigo imaginar que esses recursos não vão gerar nem metade dos benefícios que poderiam à população. Serão é explorados comercialmente. Vi que na China estão imprimindo CASAS em impressoras 3D industriais, de concreto. Poderia resolver o problema de moradia no mundo inteiro, mas cadê? Mesmo com tanta tecnologia boa, estamos à mercê dos interesses comerciais.

    • Eder disse:

      Esse tipo de maquina só existe pq se tem interesse comercial. E é justamente o interesse comercial que vai aprimorar e baratear a tecnologia.

    • Júlio disse:

      Eu não tenho receio. Imagine as possibilidades desta tecnologia. Até para nós que gostamos de carros antigos, pode ser a oportunidade de conseguir aquelas peças que a muito tempo não se fabricam mais, e com isso manter certa “originalidade” do veículo.
      Isso sem contar os avanços desta área na medicina (impressão de ossos e cartilagens de acordo com nosso biotipo).
      Esta é minha opinião

  9. Bruno Lombardi disse:

    Quem podia imaginar uma coisa desses até pouco tempo atrás? Impressionante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>