MENU

quinta-feira, 12 de novembro de 2015 - 9:11F-1

MASSA (ANTE) ONTEM (3)

SÃO PAULO (tá vendo?) – Pit stops lentos, equipe esculhambada por todo mundo na imprensa, e a culpa é da temperatura, estúpido! Na entrevista de anteontem ao pessoal do Grande Prêmio no “Paddock GP”, Felipe Massa explicou as razões das paradas mais demoradas da Williams nos boxes. Não viu ainda? Veja aqui.

10 comentários

  1. eek disse:

    A entrevista foi muito legal, gosto muito do Massa, mas essa explicação eu não engoli não! O Damon Hill cansou de perder corridas pela lentidão dos pit-stops da Williams, o Mansell também sofreu, enfim, tudo isso HÁ MAIS DE VINTE ANOS! A Williams sempre teve um servicinho porco nos boxes… Sem falar no “frentista” da Petrobras que volta e meia fazia merda no reabastecimento (na época da BMW). O problema é crônico e histórico. Nos anos 90, quando o carro era de outro planeta, esse tempo perdido não fazia tanta falta. Mas hoje…
    E outra: as rodas, assim como os pneus, não são iguais pra todo mundo??? Consequentemente as porcas também, ora bolas!
    (A Pirelli não fornece os pneus já montados em suas respectivas rodas? E ela não é fornecedora única?).

  2. Julio disse:

    Tinha que ser igual a Nascar para dar mais emoção … a f1 é chata por causa de muitas regrinhas …. coloca 1 mecânico para trocar pneu igual a indy já seria bom .

  3. AS disse:

    Mesmo o cara explicando ainda desconfiam… hehehe… o mundo é muito estranho mesmo.

  4. Leandro Duarte disse:

    Por sinal, um belo programa, esclarecedor e divertido. O Felipe bem à vontade, como disseram, parecia conversa de bar, muito bacana mesmo. Achei interessante ele ter citado a Fórmula E, ou seja, os pilotos estão de olho ali também.

    Vocês estão de parabéns.

  5. Fábio 77 disse:

    Mas pq vc não o chamou de Massacrado durante a entrevista?

  6. Albert disse:

    Assisti ontem antes de dormir. Excelente entrevista!

  7. Robertom disse:

    Os pit-stops lentos da Williams são um problema que assola a equipe há muitos anos, Redesenhar o Cubo, a Porca, as Rodas, mudar as Parafusadeiras, copiar o sistema das equipes de ponta, tudo isto já poderia (e deveria) ter sido corrigido.
    Tem mais coisa aí, e provavelmente passa pela mão fechada e pela teimosia do velho Frank.

    • luigi disse:

      Muito provavelmente você deve estar coberto de razão !
      Más as parafusadeiras devem ser iguais ou equivalentes , mais provavelmente seja o tipo de aço utilizado no cubo e na porca (coeficientes diferentes de dilatação ) ou mesmo desenho da rosca de aperto (passo muito fino e talvez de entrada unica ) . e sabe-se que aço bom (de boa liga ) é caro ,portanto o mais provável é que a causa seja culpá do escorpião no bolso de Sir Frank. (seria ele de ascendência escocesa ? )

  8. Ricardo Talarico disse:

    PÔ ! Só a porca miséria da Williams esquenta ?
    Como na Fórmula 1 tudo se copia, copiem a solução das outras equipes.

  9. Marcos disse:

    Olha, pode ser. Mas, dava também a impressão da resposta ter sido “encomendada” pela equipe. Ele justificou demais não ter problemas com as pessoas, mas não é de hoje que a Williams tem o pior serviço de box, dentre as grandes.

    Afinal, quem não lembra das porcas que voavam dos pneus de Mansell em momentos cruciais, entre outras paradas problemáticas ?

    Ao contrário, McLaren sempre foi excelência no assunto. Ferrari também, embora, por vezes, faça das duas pataquadas (vide as mangueiras de Massa passeando pelo circuito).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>