NO CRONÔMETRO

pancaesquisita

SÃO PAULO (que doideira) – Buemi, finalmente. O suíço ganhou o título da Fórmula E hoje em Londres do jeito mais esquisito de todos: numa corrida-solo contra o relógio, ao fazer a melhor volta da prova. Mas não porque estava num ritmo alucinante e tudo mais. Porque foi o que restou a ele. Assim como a Di Grassi. Os dois decidiram o campeonato nos dois pontos da volta mais rápida, item previsto no regulamento da categoria. E isso graças a um acidente inacreditável na primeira volta da segunda corrida londrina no fim de semana, que tirou ambos da luta por qualquer posição que pudesse valer pontos.

Inacreditável porque não deu para entender a batida de Lucas na traseira de Buemi — um abandono duplo daria o título ao brasileiro por ter um terceiro lugar a mais do que o helvético. Não é do feitio do piloto da Audi-Abt fazer coisas que não o deixem dormir em paz. E foi logo na largada.

[bannergoogle]O feioso narigudo da Renault pulou na frente, mantendo a pole. Prost, seu companheiro e segundo no grid, foi na escolta e Di Grassi, terceiro na partida, em terceiro ficou. Tudo normal. Mas na primeira freada forte, Lucas jogou o carro para a direita, tirou de Prost e acertou em cheio a traseira de Buemi. Foi muito doido. Mas foi, sobretudo, um erro primário do brasileiro.

Ainda não ouvi as declarações pós-corrida de cabeça fria. No rádio, Lucas falou que Buemi freou muito cedo. Mesmo que isso tenha acontecido, quem vem atrás precisa tomar cuidado e contar com freadas antecipadas de quem está na frente, que estabelece o ritmo de corrida que quiser. É é normalíssimo frear um pouco mais cedo na primeira volta porque freios estão frios, pneus idem, não faz sentido brecar no deus-me-livre.

Portanto, olhando apenas o que aconteceu e sem saber de detalhes — sei lá se Lucas ficou sem freio, mas creio que não –, a responsabilidade pela batida é dele. O piloto nega e fala que Buemi brecou 50 metros antes do que devia. Sigo com minha opinião. O suíço freia onde quer, desde que não esteja fazendo um “brake-test” de sacanagem, e evidentemente não era nisso que estava pensando na primeira volta de uma corrida decisiva, sabendo que podia perder o título ali.

Sorte de ambos, e para a decisão do campeonato, que os dois levaram seus carros arrebentados para os boxes, pegaram os carros novos e partiram para a decisão via volta mais rápida — já que não teriam bateria para ir até o final.

Lucas fez a dele primeiro. Mas Buemi devolveu depois com duas voltas muito boas, entrando e saindo das garagens ao comando da equipe, que o soltava na pista quando o caminho estivesse livre. O mesmo fazia a Audi com Lucas. Briga de gato e rato.

Mas, com um carro melhor, para Buemi era apenas questão de acertar uma volta perto da perfeição — imaginem a tensão — para sacramentar a conquista, que no fim das contas, embora pouco usual, foi justa. Sébastien levou uma pancada do destino na primeira temporada da F-E ao perder o título para Nelsinho na última etapa, e outra há alguns dias em Le Mans — fazia parte da tripulação da Toyota que perdeu as 24 Horas a três minutos do final.

Por isso chorou tanto ao sair do carro. Até que enfim os ventos sopraram para seu lado.

A F-E volta em outubro com muitas novidades no calendário de seu terceiro campeonato. China, Malásia, Uruguai e Rússia deixam a categoria para a chegada de Montreal, Bruxelas, Nova York e Marrakech. Mônaco volta, Paris fica, Londres será em outro lugar. Várias mudanças e encerramento na “Big Apple” com rodada dupla — assim como no Canadá. Tem também um evento em Las Vegas, uma “corrida virtual” com pilotos e fãs em simuladores. Vai ser legal. Por enquanto, duas temporadas emocionantes e interessantes. Que continue assim.

Quanto a Lucas, pode-se dizer que perdeu o título por conta da corrida de Berlim, em que a Audi não deu ordem para Abt deixá-lo assumir o segundo lugar. Lucas não reclamou e disse que preferia assim — nada de ordem de equipe. Curioso é que Abt disse que não se importaria.

No fim, foi o que decidiu o campeonato. Mas é claro que alguém há de lembrar da desclassificação no México, por erro do time. E, na primeira temporada, outra desclassificação em Berlim — também bobeada do time. Lucas poderia hoje, se essas duas vitórias fossem confirmadas, estar comemorando o bicampeonato. Me parece ser o melhor piloto da Fórmula E — seus resultados são muito expressivos.

Mas é assim que são as corridas. Tem de partir para a próxima. Não há outro caminho.

Subscribe
Notify of
guest

89 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro
Pedro
8 anos atrás

A impressão que deu vendo a câmera on-board do Di Grassi é que ele freou tarde, não iria fazer a curva, e pra não perder a viagem, soltou o pé do freio e levou o Buemi junto.

Considerando que ele perdeu a chance de disputar o campeonato da temporada passada por exclusões, algo que se repetiu nessa temporada e, diga-se, não por sua culpa, não dá pra condená-lo pelo que fez, consciente ou inconsciente mente.

Melhor sorte na próxima, sem punições.

Cássio Alves Machado
Cássio Alves Machado
8 anos atrás

Flávio, eu escrevi no twitter do Fox Sports, no domingo, logo após a decisão da Fórmula E, pedindo a eles que colocassem você e o Felipe Mota para narrar e comentar as corridas da Fórmula E porque vocês são pé quente para os pilotos brasileiros. Nada contra o Hamilton Rodrigues e o Rodrigo Mattar que são dois grandes profissionais, mas, com vocês a corrida ficava mais divertida, eu ria o tempo todo. E isso é muito importante para tirar a tensão de vocês e de toda a galera ligada nas corridas.

Anselmo Coyote
Anselmo Coyote
8 anos atrás

Isso é Di Grassi sendo Di Grassi. Mas parece que agora a turma finalmente acordou. Mal piloto e mau caráter.
Abs.

Cássio Alves Machado
Cássio Alves Machado
Reply to  Anselmo Coyote
8 anos atrás

Me desculpe, amigo, mas, eu acho que você pegou pesado com o Lucas di Grassi, pode ser até mal piloto, mas, mau caráter ele não é mesmo.

GARRET
GARRET
8 anos atrás

COm a saída da INGLATERRA da União Européia , seria uma boa a Mercedes mandar o HAmilton de volta para a MC LAREN, poderiam contratar o VERSTAPPEN, melhor piloto da F1 atual…………

Rodrigo
Rodrigo
8 anos atrás

Bom muitos que postaram sobre o acidente nem sequer viram a corrida, ou pior, não viram as cameras on-board do envolvidos.

Se compararmos a freada do Buemi em outras voltas no mesmo trecho, da pra ver que ali na primeira ele freou muito, mas muito mais cedo que o normal. Ele fez isso na verdade pra proteger a segunda posição do Prost que tinha ficado por dentro da curva. O Lucas vinha com mais ação pra ultrapassar o Prost por fora, então o piloto suiço freou mais cedo para que o brasileiro não tivesse como concluir sua manobra. Isso explica porque o Lucas tentou pegar a linha de dentro imediatamente após ter colocado de lado do Prost.
Muito facil julgar o cara tendo visto apenas o replay do momento …. Pensem .. assistam de novo .

Issac Nemach
Issac Nemach
8 anos atrás

Partiu para o tudo ou nada, para não ter que ficar atrás do Prost filho. Pelo que entendi, ele tentou tirar do Buemi, mas o Prost Filho estava do seu lado.

De qq maneira, culpa de Grassi.

Outro ponto, esse negócio de tentar volta mais rápida para ganhar campeonato é esquisito, mas seria injusto terminar o campeonato naquela batida.

João Ferreira
João Ferreira
8 anos atrás

Di Grassi foi tirar o regulamento embaixo do braço para dar uma olhadinha e esqueceu de frear e deu no Buemi.

Como viu que ele continuou, resolveu continuar também para ficar marcando o que ele fazia.

Parabéns Buemi, melhor carro e melhor piloto, merecem o título.

Di Grassi, pare de fazer merda e faça o melhor no ano que vem.

Fernando
Fernando
8 anos atrás

Santo não é!! Bateu para acabar o campeonato porque sabia que as chances na pista eram muito pequenas. Ou Buemi fazia uma “cagada monstra” ou adeus. Carater não é o forte dessa geração de pilotos…

Marcelo
Marcelo
8 anos atrás

Bem vindo ao ‘Clube Dick Vigarista’ por manobra suja Di Grassi!!!

Senna na F-3 em 1983 ao jogar carro em cima de Brundle.
Prost na F-1 em 1989 ao jogar carro em cima de Senna.
Senna na F-1 em 1990 ao jogar carro em cima de Prost.
Schumacher em 1994 na F-1 ao jogar carro em cima de D.Hill.
Schumacher em 1997 na F-1 ao jogar carro em cima de Villeneuve.
Nelsinho Piquet em 2008 na F-1 ao jogar o carro no muro para favorecer Alonso.
Di Grassi em 2016 na F-E ao jogar carro em cima de Buemi.

Paulo Pinto
Reply to  Marcelo
8 anos atrás

Citou Senna e por duas vezes. Cuidado, as “viúvas xiitas” vão te pegar.

Julio
Julio
8 anos atrás

Não acho que o DiGrassi bateu de propósito, nem que simplesmente deixou bater. Acho sim, que como esportista, ele tomou a decisão que julgou ser melhor naquela fração de segundos que tinha,
Foi otimista na manobra com o Prost? Sim, foi e muito… Mas melhor assim! Se ele sai daquela curva na frente do Prost, colado no Buemi, ele ia ser Deus, o redentor de todos os brasileiros na era pós Senna/Piquet. Mas deu errado, o esporte é assim. Essa é a graça do esporte.
Eu não gostaria de ver o DiGrassi comboiando com o Prost e vendo o Buemi disparar na frente, isso sim seria o anti esporte, seria resignação, o que não combina em nada com esporte de alto rendimento.
Por fim… Brasileiro é engraçado, se fica atrás sem ser combativo é banana, capacho, segundão (vide massacre ao Barrichelo), se é combativo, erra, bate, aí não sabe pilotar, é afoito, não usa estratégia. Se decidam…
Eu achei bom, e muito…
Não se resignou, tentou o que deu, combateu…
Parabéns ao DiGrassi, pelo segundo ano entre os primeiros…
Uma hora emplaca.
E se não emplacar?
Não tira o mérito de uma brilhante carreira.
É só o que eu penso.
Abraços.

Alvaro Ferreira
Alvaro Ferreira
Reply to  Julio
8 anos atrás

Muito bom comentário, parabéns! Concordo plenamente.

André Fonseca
André Fonseca
Reply to  Julio
8 anos atrás

Sem contar que foi vice perdendo no detalhe (pontuação da volta mais rápida) e não tinha o melhor carro do grid.

Brigou de igual para igual contra a Edams que sabidamente era o carro mais rápido.

Por esses e outras que confirmamos aquela máxima: brasileiro não gosta de esporte, brasileiro gosta de ganhar.

Brabham-5
Brabham-5
8 anos atrás

DisGrassi, eterno vice.
“Quem bate atrás está sempre errado.” kkkkkkkkkk
DisGarssi, mimizento, “honesto” e nunca admite erro…dele.
Mais vice que o Vasco da Gama.
RESULTADO JUSTO.

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
8 anos atrás

1) Nem de longe lembrou Senna x Prost. Pareceu muito mais 1994 e 1997 – Este último ano, em especial, porque o Miguel fazia uma temporada sensacional, batendo as Williams-Renault (cujo bólido era muito melhor) e até liderou a última prova, mas no frigir dos ovos, ao invés de se contentar com um vice com sabor de vitória (acredito que isto exista), resolveu praticar o anti-esporte… Lucas fez o mesmo, acho que o Buemi tem razão, Ele freou, mas quando viu que não iria contornar a frente do Prost, soltou o pedal.
2) Mas isso até parece que foi combinado entre o Lucas e a direção de prova… Porque não fosse o acidente, Buemi e Prost abririam trocentos segundos de vantagem, e o resto do mundo – exceto a francesada – mudaria o canal. Da forma que terminou, com jogo de gato e rato até quase o final da corrida, sobrou emoção. Foda-se se não brigaram pela vitória. A disputa não ocorreria do mesmo jeito.

Fernando
Fernando
8 anos atrás

Erro???? Atropelamento proposital.

Paulo
Paulo
8 anos atrás

Nunca tive muita simpatia pela Fórmula E. Acho os circuitos muito apertados, os carro esquisitos, enfim, ainda não me acostumei com a categoria.
Uma das minhas implicâncias está na existência de coisas como o FanBoost e a pontuação para volta mais rápida.
Para mim é uma bobagem dar a alguém a possibilidade de preservar seu carro, ficar “N” voltas atrás do líder e tentar uma volta rápida no final da corrida. Aquilo que o Buemi e o Di Grassi fizeram ontem pode ser qualquer coisa, menos corrida de automóvel.
A Fórmula E poderia, pelo menos, imitar o regulamento da Indy limitando a premiação pela volta mais rápida aos dez primeiros colocados, assim, antes de buscar a volta mais rápida, o piloto tem que se preocupar em ser competitivo.
Ficou nos boxes, trocentas voltas atrás? Pode bater o recorde da pista que não vai adiantar nada.

Garret
Garret
8 anos atrás

Esse negócio de brasileiro jogar carro em cima, é tudo culpa do A. Senna, se ele fez, e ainda é endeusado, então não tem problema…………………

Fernando
Fernando
Reply to  Garret
8 anos atrás

Hehe, esse endeusamento é mesmo ridículo, quase religioso, mas não esqueça que ele teve um professor… Certamente muito antes dele isso já acontecia. Outro ótimo piloto muito endeusado é Schumacher, que fez muito pior, e parece que ensinou ao Rosberg. Eu também detesto esse tipo de atitude anti esportiva.

Apm
Apm
Reply to  Garret
8 anos atrás

Culpa “do maior de todos” nesse quesito. .. O alemao

HM
HM
8 anos atrás

ficou muito feio isso, Di Grassi dando uma de Schumacher/Senna batendo pelo título de propósito… ainda bem que não levou, mas foi ridículo os dois voltarem e disputarem voltas mais rápidas, essa categoria precisa mudar muito para crescer mais

e o Di Grassi perdeu o respeito de MUITA gente, não só do Buemi, péssima escolha causar esse acidente.

João
João
Reply to  HM
8 anos atrás

Di Grassi: o superdotado mais burro do mundo.

Eduardo
Eduardo
8 anos atrás

Di Grassi e Rosberg dão as mãos, ambos fizeram manobras amadoras e se deram mal.

Eduardo
Eduardo
8 anos atrás

Em 58 na sua última oportunidade o favorito Moss perdeu o título por falta de fazer a melhor volta.

Paulo Pinto
Reply to  Eduardo
8 anos atrás

Correto. Na década de 50, a volta mais rápida na F-1 valia 1 ponto.

moisesimoes
moisesimoes
8 anos atrás

– Texto irretocável. No fim, pode não ter exatamente ter vencido o melhor, ou o mais completo etc e sim, vencendo o mais rápido. Isso foi suficientemente justo, apesar das diferenças do desempenho dos carros, ainda mais quando se pondera a barbeiragem de LDG seja qual foi a intenção dela.

No fim, apesar de esquisito pra cacete, gostei da corrida-treino. Seria foda se tivesse acontecido isso nas decisões bate-bate na Fómula 1. Já pensou Senna Vs Prost e Shummy Vs Hill? Se bem que com a Mclaren Honda de 1988, capaz deles descontarem a diferença das voltas, passar todo mundo e ainda dar uma volta no terceiro colocado hehehe. Não basta sacanear, tem que ser mais rápido e “ponto” final.

E não basta só Senna e Prost. Que esses carros sejam mais rápidos próxima temporada.

GustavoEgito
GustavoEgito
8 anos atrás

Lucas Disgrassi: SE PHUDEU.de novo, por que é incapaz e mal-caráter. MARAVILHA!

Luis felipe
Luis felipe
8 anos atrás

Falar o que de uma Formula feita por pilotos refugos da F1 ..

Carlos Roberto da Silva Junior
8 anos atrás

Título decidido na Volta Mais Rápida, essa foi inédita pra mim! O Di Grassi ficou nervoso ao ver o Buemi escapulindo e meteu na traseira dele errando na freada. Será que outra categoria já decidiu o Título na Volta Mais Rápida? Eu posso está errado, mas eu acho que não!

David Felix Krapp
David Felix Krapp
8 anos atrás

Pena que o di Grassi fez isso… mas Flavio, nao querendo ser detalhista, mas voce defende (corretamente ao meu ver) o Buemi, deixando claro que o ponteiro dita o ritmo e escolhe o ponto de freada… porem no caso Hamilton-Rosberg voce diz que Rosberg errou e que Hamilton esta certo ao forçar o toque… qual esta certo e qual merece punição ?

A meu ver Rosberg espalha (manobra que considera justa numa disputa de posição) e Hamilton poderia ter evitado o choque e tentado a ultrapassagem na reta posterior tracionando melhor na saída da curva…

Fabricio_RC
Fabricio_RC
Reply to  David Felix Krapp
8 anos atrás

Na largada de Montreal não aconteceu o mesmo porque o Rosberg foi para fora da pista. Se ficasse, bateriam igualmente como ontem. E naquele dia todos deram razão ao inglês dizendo que ele estava certo ao espalhar e não dar espaço para o companheiro, pois estavam em uma disputa, não pela vitória mas, pelo título.

Quando eles bateram da primeira vez, em 2014, colocaram a culpa no alemão pois ele não recolheu, e alegou que deixou o carro lá para provar que seu companheiro de equipe não o dava o espaço de pista necessário em uma disputa, e que só bateram por isso.

Quando o Hamilton faz essas coisas é porque é arrojado, tem estirpe de campeão, cheiro pelo sucesso, faca nos dentes, etc, etc. Quando é contra ele passa a ser o injustiçado da história. Se fizessem o mesmo que ele faz com os outros teria chorando o suficiente para resolver a seca do Nordeste, porque o cara chora um monte… é sempre o injustiçado.

Mais estranho foi ver o TotóLobo comemorando como se a batida fosse entre um carro da Mercedes e outro da Ferrari ou Red Bull. Ficou feio isso, e não vi comentários a respeito dos jornalistas que cobriram e escreveram sobre o incidente nas diversas mídias digitais brasileiras.

Pra mim, ambos, Di Grassi e Hamilton, poderiam ter evitado os acidentes. Mas cada um vê como quer.

Fernando
Fernando
Reply to  Fabricio_RC
8 anos atrás

Você “esqueceu” um pequeno detalhe: Tanto em Spa quanto em Montreal Hamilton estava na frente. Quem esta na frente espalha e quem esta atrás recolhe, não é regra, é o óbvio. Na Espanha Hamilton tentou recolher – porque estava atrás – e foi prá grama, a batida ocorreu depois, ao acaso, porque ele perdeu o carro. Na Áustria Hamilton também estava na frente e Rosberg optou em não fazer a curva, isso não é espalhar.

Seu argumento não se sustenta, parte de premissas erradas. Totó comemorou o fato de não perder os dois carros no acidente, todos “leram” a reação dele assim. E sim, Hamilton poderia ter evitado o acidente, provavelmente nem viu Rosberg tão fora do traçado que o alemão estava. Abs.

Fernando
Fernando
Reply to  David Felix Krapp
8 anos atrás

Rosberg não espalha, espalhar é uma coisa que se faz em saídas de curva. Seguir reto e não tentar fazer a curva esperando o toque não é espalhar. E Hamilton ao perceber o toque recolheu e saiu da pista para não piorar as coisas.

Certamente passaria Rosberg depois, poderia ter esperado, mas como ele mesmo disse, à direita de Rosberg cabiam 3 carros, não havia necessidade dele tentar colocar Hamilton – que já estava na frente dele, essa é uma diferença dos dois casos – prá fora da pista. Rosberg forçou o choque, Hamilton caiu no truque mas felizmente foi Rosberg que se deu mal. Coisa de corrida.

JánGrassi simplesmente bateu, atropelou, Rosberg fez Hamilton bater, é diferente.

Tom sem freio
Tom sem freio
8 anos atrás

Categoria sem graça com carros que nem barulho fazem. Alguns pilotos conhecidos, mas na sua maioria nao. Digamos que sao refugos de outras categorias. Piloto da AUDI, fazendo tremenda cagada na final, sendo desonesto, me fez lembrar os politicos de Brasilia. E no final os caras ficam tentando ver quem é mais rápido para ganhar ponto extra e levar o campeonato. O coisa sem graça.

João
João
Reply to  Tom sem freio
8 anos atrás

Você viu a corrida do sábado? Foi muito boa.

Daniel T
Daniel T
8 anos atrás

Não gosto dele, sempre sorridente para os jornalistas, tv, parece que finge, não gosta de ajuda de equipe, acha que vai ganhar algo sozinho…..automobilismo é esporte de time.

Rael Gugelmin Cunha
8 anos atrás

Se me permite discordar Flávio, Lucas não perdeu o campeonato porque o companheiro não lhe cedeu a posição em Berlim. Perdeu porque errou muito hoje.

Pdr Rms
Pdr Rms
8 anos atrás

Ou o Di Grassi bateu por descontrole emocional que o fez errar como um principiante ou jogou o carro de propósito no Buemi. Seja por um motivo ou pelo outro, mereceu perder o título e espero que, de cabeça fria, saiba reconhecer isso e não ficar com choro de derrotado.

Ja o Buemi tinha disparado o melhor carro do grid e um companheiro de equipe mediocre, logo não fez mais que a obrigação.

Pinho - Bauru, SP
Pinho - Bauru, SP
8 anos atrás

o brasileiro teve os 3 segundos de bobeira…. Dick Vigarista em ação! pensou que tiraria Buemi da prova…. dançou! fico aqui imaginando o que pensou o Piquet quando soube do ocorrido… rsrs

Zé Maria
Zé Maria
8 anos atrás

Flávio, seguinte:
Desculpe o preciosismo, mas afinal é brake-test ou break-test o termo correto?
Complementando, Emma disse muito bem que depois dessa, o Dis Graça ficou completamente sem argumento. . .fail total. . .abs.
Zé Maria

Mauro
Mauro
8 anos atrás

Lucas Di Grassi pilotinho mau caráter. Nunca vai ganhar nada piloto sujo.

Roberto Lima
Roberto Lima
8 anos atrás

Me perdoe pelo texto longo, mas nada como um dia após o outro.
Esse pilotinho Di Grassi, que nunca foi campeão de nada, falou muito quando o Nelsinho erradamente acatou a ordem da equipe e bateu de propósito na F1. Lembrando que o Nelsinho não prejudicou ninguém, apenas a ele mesmo. O que aconteceu com o Massa nos boxes, foi culpa da Ferrari e não do Nelsinho.
Hoje, esse Di Grassi fez igual ou pior. Se foi a equipe que mandou ele bater, fez igual. Agora se a decisão de bater no Buemi foi dele, fez pior. Até porque, o Nelsinho não bateu em ninguém e ele bateu no seu rival na disputa pelo título.
E ainda fez mais, prejudicou o Buemi na tentativa de fazer a volta mais rápida, quando voltou dos boxes exatamente na frente do suiço.
Agora quanto a ser o melhor piloto da FE, vamos pensar no seguinte : O Buemi definitivamente não é, pois com o pacote que tem, deveria ser o campeão com facilidade. O Di Grassi tinha a obrigação de ter sido o campeão na primeira temporada, pois foi o desenvolvedor do carro, e já que os carros eram absolutamente iguais, ele tinha grande vantagem. Quanto as provas em Berlim e no México, carro fora do regulamento, não deve ser levado em consideração.
O Nelsinho foi o piloto postulante ao título que menos treinou no carro antes da primeira temporada, pois foi confirmado pela China aos 45 do segundo tempo. Apesar disso, foi o campeão com os carros iguais, mesmo pacote para todos, mas em uma equipe inferior, com engenheiros e técnicos menos competentes que os poderosos da Renault e da Audi.
Antes de jogarmos pedra no telhado dos outros, temos que ter a certeza de que o nosso não é de vidro.
Certo, Di Grassi ??

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Roberto Lima
8 anos atrás

Perfeito!

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  Roberto Lima
8 anos atrás

O fato de não ter sido campeão (“em nada”) não deveria diminuir a qualidade do piloto. Gilles ganhou “quase nada”, mas no mundo inteiro é respeitado pelo que nos proporcionou. Senna é idolatrado (em excesso, mas é legal de se ver) no Japão não pelos campeonatos, mas pelo que os locais chamam de sacerdócio, dedicação, etc. E você, falando nisso, é campeão na sua profissão? E isso te faz um merda? Pois é…

Brabham-5
Brabham-5
Reply to  ALLAN PEREIRA GUIMARAES
8 anos atrás

Allan Pereira Guimarães, por favor, nos ofereça em detalhes, o que Gilles Villeneuve proporcionou á F1 que NENHUM OUTRO PILOTO tenha proporcionado?
Coragem? Virtuosismo com piloto? Recordes de vitórias. Recordes de voltas mais rápidas? Deu show com carro de equipes pequenas? Vitórias históricas? Foi campeão desenvolvendo ele mesmo o seu carro? Tirou a Ferrari da fila?
Eu leio e vejo muita gente que mal assistiu as corridas do tempo de Villeneuve, mas que embala nessa coisa meio “cult” posando de entendidos de F1, idolatrando o Villeneuve? No que ele foi tão diferente, original? Lembro de assistir corridas nos anos 80 com Villeneuve, Piquet, Lauda, Prost e outros nomes que ficaram na história, outros que não conquistaram títulos, e não lembro de ver Villeneuve “dando show” tanto assim, para ser tão referenciado…Vai ver deve ter feito algo fora da F1, em outra categoria. “ìdolo de Senna”. E DAÍ? Cadê suas marcas?

Roberto Lima
Roberto Lima
Reply to  ALLAN PEREIRA GUIMARAES
8 anos atrás

Você poderia esperar um pouquinho antes de comparar o Di Grassi com o Senna ou com o Gilles. Outra coisa, não chamei ele de merda, apenas de pilotinho que nunca ganhou nada.
Mais uma coisa, foi esse pilotinho que prejudicou o Nelsinho na Classificação em Mônaco na primeira temporada. Apenas isso.
Você não precisava baixar o nível.
Abraço.

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  ALLAN PEREIRA GUIMARAES
8 anos atrás

BRABHAM-5, você queria que eu citasse o Piquet, pelo jeito… Que era um excelente piloto, mas não me emocionava. Pelo contrário, só falava merda e ofendia os outros fora da pista. Muitos brasileiros acham isso engraçado, mas pra mim é da mesma laia que acha que “tudo é culpa do PT” (e não é tudo). No momento em que o engraçadinho te zoar, você vai ficar puto, e com razão. Enfim, vi Gilles correr, vi ele andar em Montreal com o bico tampando sua frente por algumas voltas, vi ele, com um carro muito mais lento em curvas e com enorme delay, segurar quem quisesse em Jarama – e essa turma tinha Lafitte, Reutmann, Piquet… Não era Barrichello, Coulthard, Hakkinen, Raikonnen, Massa.. E nem é demais lembrar que naquela época não havia a dependência de ar limpo como tem hoje para se fazer uma curva com pé no fundo. Enfim, sou fã do cara desde 1981, ok? E não lembro de “ver corridas nos anos 80”, e sim de ver AS CORRIDAS DOS ANOS 80. Respondido?

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  ALLAN PEREIRA GUIMARAES
8 anos atrás

ROBERTO LIMA, leia de novo minha resposta. Não comparei os pilotos, apenas situações. E falar que o cara é um pilotinho que nunca ganhou nada é o mesmo que merda. Acho que ninguém vai entender outra coisa. E não “baixei” no nível. Acho que quando se chama o piloto que tá brigando pelo título de uma categoria, qualquer uma, de “pilotinho que nunca ganhou nada”, aí começa a esculhambação…

Douglas
Douglas
Reply to  Roberto Lima
8 anos atrás

Desculpe-me Roberto, mas o Nelsinho no caso da batida prejudicou várias pessoas sim. Provavelmente outro piloto teria ganho sem a batida dele e a imagem da Fórmula 1 ficou arranhada.
Com relação ao restante do texto concordo quase totalmente. O Di Grassi tem que tomar conta da vida dele e fez uma baita besteira na corrida.

paulo z
paulo z
8 anos atrás

Feioso narigudo…hahahahahahahahahahahaaha!!!!

André Fonseca
André Fonseca
8 anos atrás

Pena pelo Lucas, torci demais para ele…

Junto com o Derani, é o melhor piloto brasileiro na atualidade!!!

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  André Fonseca
8 anos atrás

Concordo.

Eltontoptec
Eltontoptec
8 anos atrás

Legal que no fim o título ficou com o Buemi. A corrida dos dois ontem foi sensacional, maravilhosa mesmo, pauleira do início até o fim, escalada homérica e tudo mais, é legal demais ver essas exibições. Só que hoje foi aquela merda logo na segunda curva e meu, puta cagada monstra do Di Grassi, sem disputa real na corrida, só aquele time attack realmente bizarro, um puta anti clímax, enfim, foi justo o caneco ficar com o Buemi.

Paulo Pinto
8 anos atrás

Essa FE está começando a ganhar status de categoria importante. Já tem disputa de título na base da vigarice.

Rogério
Rogério
8 anos atrás

Lucas Desgrassi, cagando no pau na hora h, de novo, desde a gp2 é assim, ou muda, ou nunca será.

Fausto
Fausto
8 anos atrás

O duro é os comentários dos candangos ,raça maldita de picaretas,,,

Robertom
Robertom
Reply to  Flavio Gomes
8 anos atrás

DKWs Munga?
Nordestinos residentes no Distrito Federal?

Victor
Victor
8 anos atrás

Que categoria patética. Foi ridículo ver ambos os pilotos recolhendo e voltando a pista constantemente apenas para marcar pontos por volta rápida (!).

Ricardo Cardoso
Ricardo Cardoso
Reply to  Victor
8 anos atrás

A categoria poderia pensar em rever esse ponto do regulamento para as temporadas futuras, tentando limitar de alguma maneira (caberia um estudo aprofundado, óbvio) essas entradas e saídas de boxe que tanto Di Grassi quanto Buemi adotaram.

Ou então criar um momento da competição formado apenas por hot laps, já que acho bastante interessante pontuar o dono da volta mais rápida.

André Fonseca
André Fonseca
Reply to  Victor
8 anos atrás

Patético foi seu comentário…

Isso que Buemi e Lucas fizeram só ocorreu devido ao regulamento.

Vai se informar, pra parar de passar vergonha!!!

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  Victor
8 anos atrás

Por que? Se fosse a F1 em 1989, 1990, 1994 e 1997, tivessem os 2 carros fora da prova (como aconteceu em quase todos os citados), aí o campeonato teria acabado antes do final. Ao meu ver, o regulamento premiou quem acompanhou com expectativa até o final da prova, mesmo sabendo que um ou outro não venceria ou mesmo chegaria nos pontos.

CorredorX
CorredorX
8 anos atrás

Tomara que a F1 aprenda alguma coisa com a FE. Onde diabos uma decisão de capeonato ficaria para as últimas voltas depois de uma engalfinhada dos finalistas? “Ahn… mas na F1 não daria pra trocar de carro”. Sinto muito. A FE já superou em termos de espetáculo.

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  CorredorX
8 anos atrás

Concordo. A F1 deveria conter custos, mas liberar carro reserva, permitir que o piloto saia do carro para depois voltar, etc.

Hugo Faria
Hugo Faria
8 anos atrás

Digrassi errou feio…e o pior foi não assumir o próprio erro.
É muito bom piloto mas nao está acostumado com essa situaçao de ter q decidir e ser campeao..numca foi campeao de nada..
Uma pena ..pq , sem dúvida, até a última corrida , o brasileiro tava merecendo ser campeao..mas, depois do papelao de hoje, nao merecia mesmo ganhar o titulo..propositalmente ou por erro, foo muito feio o q ele fez… e , de quebra, ainda deixou a corrida muito sem graça..
O engraçado é q , se na formula 1 o piloto nao pode respirar fora de hora e é punido, na forma E pode tudo…se nao matar o outro piloto, nao tem puniçao…pior q a nascar

perna quebrada
perna quebrada
8 anos atrás

Senna e Prost no pódio e piloto jogando carro em piloto…
Voltando aos velhos tempos…

Zé MCZ
Zé MCZ
8 anos atrás

O Di Grassi errou, mas estava sozinho lutando contra dois e a equipe rival com melhor estrutura. Perdeu o título com uma pequena diferença. Parabéns! É o brasileiro que deveria estar na F1. É melhor que os dois Filipes!
Mas que circuito horrível esse no parque em Londres! A FE precisa de circuitos de qualidade. Afinal já basta dos com apito chato. Tem atrair mais público.

André Fonseca
André Fonseca
Reply to  Zé MCZ
8 anos atrás

Que o Nasr ainda é cedo pra falar, mas que o Massacrado…

Rafael Rego
Rafael Rego
8 anos atrás

Votei no Di Grassi no FanBoost mas o título do Buemi ficou de bom tamanho. Se o brasileiro vence ia dar uma confusão…
Acho meio bizarro afirmar que o Lucas fez de proposito (como vi nos comentários).Pra mim foi simplesmente um erro. A freada para a curva 1 parece meio complicada nessa pista. Durante as duas corridas muita gente perdeu o ponto ali, além disso é bem ondulado o asfalto…tem muitos fatores.
Em dois anos de existencia a FE teve duas decisões bem interessantes.

ALLAN PEREIRA GUIMARAES
ALLAN PEREIRA GUIMARAES
Reply to  Rafael Rego
8 anos atrás

Também acho que, se o Buemi não volta com o carro 1, o Lucas teria uma penalização brutal…

Dú
8 anos atrás

Resumo da ópera, se phodeu. Conversa para boi dormir que frearam antes. Não basta ser superdotado, membro do Mensa.

Claudio
Claudio
8 anos atrás

Coisa feia o que fezo Di Grátis. Pior que a Barbie.

Alvaro Ferreira
Alvaro Ferreira
8 anos atrás

Achei o acidente normal de corrida, porradas acontecem, principalmente em primeira volta e numa pista estreita. Quantas já vimos?
Quanto ao campeonato, o que decidiu, em termos de pontos, foi o jogo de equipe. No México, o Prost abriu pro Buemi passar (detalhe: Prost fez a volta mais rápida daquela corrida, não precisava deixar passar, mas teve ordem de equipe); em Berlim, o Abt não abriu pro Di Grassi.
Pode-se discutir horas a questão da esportividade, mas o fato é que esses pontos acabaram sendo decisivos para o resultado final do campeonato.

Jonas
Jonas
Reply to  Alvaro Ferreira
8 anos atrás

Não dá pra chamar de acidente normal um piloto abalroar outro que estava duas posições a frente. Não digo que tenha sido intencional, mas foi grosseiro. E, se houvesse jogo de equipe em Berlim, teria sido igualmente grosseiro um piloto ser campeão graças a um erro seu, já que o natural seria Buemi e Prost fazerem P1 e P2 na corrida de hoje.

João
João
8 anos atrás

Que feio, heim, Di Grátis…como sempre, fez cagada na hora H.

Emma
Emma
8 anos atrás

Di Grassi nunca mais podera abrir a boca para criticar Nelsinho Piquet!
E continua sem título…

kkkkez Alonso
kkkkez Alonso
8 anos atrás

Quando eu falo…

Lucas desgraca sua corrida na 1ª curva. Erro de amador.

Deve ter perdido a cabeça mais cedo, quando perdeu a 2ª colocação no grid para Prost.

De qualquer maneira, hoje, Lucas de graça entregou o campeonato.

Mas já poderia ter sido bi campeão não fosse os erros da equipe que lhe custaram duas vitórias ganhas na pista nesses dois campeonatos.

Saulo Serrano
Saulo Serrano
8 anos atrás

Lucas sabia que não tinha carro para chegar na frente do narigudo. Inspirado pela presença de Prost e pelo espírito de Senna tentou levar na marra. Não deu. Atire a primeira pedra quem não faria o mesmo…

Eltontoptec
Eltontoptec
Reply to  Saulo Serrano
8 anos atrás

Isso. Hoje eu absolvo sem o menor pudor tanto Rosberg quanto Di Grassi.