FIAT, 40 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 10 de julho de 2016 - 14:06Indústria automobilística

FIAT, 40

SÃO PAULO (bem vividos) – Jamais poderia deixar de registrar aqui, mesmo em dia de F-1, os 40 anos da Fiat no Brasil. A data oficial é 9 de julho de 1976. As adoráveis caixinhas de fósforo mudaram a cara das ruas brasileiras.

Eu tenho o meu, esse aí embaixo. E vocês? Quem tem ou teve Fiat, levanta a mão!

PENTAX Image

78 comentários

  1. André Consone disse:

    Flavio Gomes. Compareça no encontro de antigos de Jundiaí com o seu 147 em 07/agosto. Estaremos lá com os nossos também. Amigos do FIAT 147. Abraços.

  2. Durvaldisko disse:

    Um 78..Nunca me deixou na mão,mesmo com a homocinética quebrada por mais de ano.Parecia um QT,não tinha caminho ruim e transportava pesos inacreditáveis.Depois, uma Panorama 80 e alguma coisa, essa, quem acabou com ela foi Santa Tereza,diariamente,paralelepípedo e trilhos de bonde.durou dois anos.

  3. werneck disse:

    tive uma Rallye 1980, e depois uma spazio 1983. Após alguns VW, voltei pra Fiat, só que agora Uno Mille ELX 1994…grandes carros!

  4. leandro tullii disse:

    tive um ano 84 tambem frente europa, era branco, a priore coloquei o apelido de Dove, mas depois um amigo o batizou de Bizunga ou Bizunguinha.

  5. Eugenio chiti disse:

    Meu pai, que era um italiano que gostava de Galaxie, comprou um dos primeiríssimos 147, ano 76 e número de chassis em torno de 1000. Branco Alpi. Parachoques de inox, dois filtros de ar, espelho redondo em inox. Foi um dos carros em que aprendi a guiar. Abusamos dele, que porém jamais reclamou. Engates ruins? É sério, isso? Desconheço. Só a primeira às vezes não entrava direto. Quem leu o manual sabe: basta tirar um pouco o pé da embreagem e tentar de novo. É facílimo trocar de marchas no 147 sem usar a embreagem, eu gostava de brincar disso. Me arrependo que o tenhamos vendido com uns 10 anos de uso, queria saber de seu destino… Depois meu pai comprou um exatamente igual a esse seu, porém vermelho. Não gostava muito desse, parecia um carro piorado para ser barato. Tinha alavanca de marchas quadradinha, né? Temos a chave reserva até hoje. Nos anos 90 eu quebrei o porquinho e comprei um estupendo Tempra, com aquele “bialbero” do Lampredi. Passados mais de um ano que o vendi, o comprador me ligou perguntando se eu não tinha outro carro para vender.

  6. Paulo F. disse:

    Fui proprietário do melhor carro feito pela FIAT no Brasil; um glorioso Alfa Romeu 2300, marrom!
    Anos após um Siena prata . Um carro honesto.
    Penso muito em comprar um FIAT com o motor E-torq, pelo motor BMW-Chrysler !

  7. marco cordobe disse:

    Flavio:
    Meu pai teve um 147 GL 1978, dos primeiros, depois tive um 147 1979 GL um UNO 1994 ELX e um Tempra 1995, deste ainda tenho muitas saudades. Era um 8 válvulas grupo 5, azul gurundí. Muitas alegrias e algumas passadas de raiva, principalmente com os 147 e seus engates sempre problemáticos (aqueles sincronizadores…). Mas os carros da FIAT tiveram uma evolução monumental principalmente após 1990. Digo sem medo que, se tivesse condições, hoje teria novamente algum caro desta marca, outro UNO, mas agora um racing.
    Abraços e sorte

  8. xs1xs2 disse:

    valeu a lembrança…tive um 147c, 1985…fiz minha viagem de lua-de-mel com ele!

  9. Thiago disse:

    Em 2007 comprei meu primeiro carro, um Uno ELX 1994 2P, fiquei com ele por 7 anos. Meu carro atual é melhor, mais seguro, mais confortável e bem mais pontente comparado aos 55CV daquele Fiasa 1.0… mas que saudades, não tem um dia que eu não sinto falta daquele zumbido do motor e do bater daquela porta de aço fino que tinha um barulinho todo especial, quando eu segurava no puxador e fechava aquela porta eu estava no meu mundo, eu era pleno e feliz.

  10. Cara, tenho histórias desse carro.
    Meu pai comprou um em 1980, GL verde Itaparica. Rodou quase 300.000km com o carro sem retifica! Depois disso, tivemos uns 5 entre 147s e Fiorinos até o início dos anos 90.
    Depois começou o meu vínculo com esse carro… aprendi a dirigir num Fiorino 86 e comecei a ganhar “horas de voo” num 147 77 da minha mãe. Depois, tive uma Panorama 81 (meu primeiro carro) e um Spazio CLS 83 lindo demais. Isso tudo na década de 90.
    Hoje tenho uma Fiat City 86 sendo restaurada e um 147 Rallye impecável.
    Tem fotos em http://www.facebook.com/edutomitao
    Parabéns Fiat!!!

  11. Luciano disse:

    Flávio tive um Europa muito parecido com este. Era um 147C a álcool 1983/83.
    A propósito, falando em história do automóvel no Brasil, o escritorio da Romi na vila Romana está sendo demolido você já sabia ? Você sabe se já era lá quando trouxeram a Isseta?

  12. Dá uma olhada nesse Uno S 1.3 1989, original, sem retoque de pintura: https://youtu.be/u_NUsaChsQ0

  13. Jonny'O disse:

    Tenho um Palio 2001 com motor antigo ainda, mesmo bloco ainda do 147, tá com 230 mil Km, gasta 1 Litro de óleo a cada 5000 km , de semi sintético, quero ver até onde vai este menino.

  14. Eduardo Britto disse:

    Tive uma Panorama dessa cor, talvez desse ano… Era engraçadinha, mas foi embora sem deixar saudades…

  15. alex martins disse:

    Tenho um Uno Way, ultimo quadradinho. Que carrinho fantástico rs

  16. EduardoRS disse:

    Tenho um Mille 2004. O Uno e o 147 (principalmente o 127 original) são verdadeiros marcos da história automotiva mundial. A Fiat fez muitas bombas no Brasil ao longo desses anos, mas esses dois carrinhos são espetaculares. O meu Mille é praticamente um guerreiro espartano, rústico, simples, confiável e indestrutível. Quando vende-lo, certamente será com uma pontinha de tristeza e saudade.

  17. Mateus/SP disse:

    Beleza de Fiat Flávio. Tenho duas jóias em casa: um 147 1982 com 68mil km, desde zero na família, marronzinho monocromático. Saí pra trabalhar com ele hoje. E acabei de resgatar outra relíquia de família, um Uno CS 1.5 1991 a gasolina, último ano carburado, com 96 mil km. Fez mil quilômetros de estrada neste final de semana sem reclamar, e bebendo pouco. A patroa também tem um 500 pra completar. Preciso mandar fotos dessas pequenas grandes máquinas. Um abraço.

  18. Eu tenho um Punto. Ele é vermelho, quase vinho. Em homenagem ao Nigel Mansell ele se chama Red 5. Meu primeiro carro, desde 2009. O carro é excelente, não tenho do que reclamar dele. Basta manter as manutenções em dia, que o bichinho me leva pra qualquer lugar, além de ser confortável e muito bonito.
    A suspensão, que sempre achei que me daria muito trabalho, está lá firme e forte. Enquanto quem comprou Gol e Fox pelo mesmo ano hoje tem escolas de samba no carro, o Punto não faz um barulho.

  19. Marques Gorin R. da Silva disse:

    A mesma FIAT que fez o incrível 147 hoje faz o Mobi, uma mistura de carro chinês com frente de SUV Chrysler…

  20. PRNDSL disse:

    Lembrei que tive um Tempra 8v branco também …

  21. PRNDSL disse:

    Eu tive um Fiat Premio verde escuro, CSL 1,5 . Um carro já da fase média do UNO. Minha mulher tem um Palio Sporting 1.6 vermelho…

  22. Ronaldo disse:

    Não tenho um Fiat, mas tenho um carro do grupo, um Alfa Romeo 164 94/94. É meu brinquedinho e acho bem legal.
    Pena mesmo, mas inteligente por outro lado, é a Fiat não fazer uma festa oficial, mas com essa crise não dá para jogar dinheiro pela janela…
    Tem uma alemãzinha aí que fez 60 anos fez festa e tals…
    Em setembro 2000 na rua, talvez por conta do gasto com a festa…
    Deixa pra lá!
    PARABÉNS a Fiat pelos seus 40 anos de Brasil!!!

  23. Rafael P Chinini disse:

    tenho ódio do 147.
    Meu pai tinha um, eu era criança ainda e perdi muitas festinhas de aniversário pq essa porcaria quebrava. mas depois tivemos outros FIATs.

    Elba, Prêmio, Uno (nosso primeiro com ar condicionado), Siena (brasil 500 anos 6 marchas) e depois Palio.
    Nosso sonho de época era o Tempra só que não deu tempo.

  24. Ricardo Sandri disse:

    Tive um fiat panorama (qua nada mais é do que o 147 perua) 1981 bege, linda. Era do meu pai que passou para meu avô, quando ele faleceu voltou para meu pai que deixou comigo e meus irmãos para dar umas bandas pelo bairro. Numa tarde de verão estacionei e fui me trocar para sair de novo com ele, foi o tempo de um malandro a levar embora e nunca mais ser encontrada…

  25. Alvaro disse:

    Tive 2 Fiat 147, ambos comprados zero, um 78 azul calcinha e um 79 marron claro, eram carros muito ruins por causa de uma porcaria de cambio durissimo para passar as marchas, sempre que usava o carro saia com a mão direita vermelha pois o cambio era uma pedra de duro. Por outro lado, os freios eram pessimos, borrachudos e não paravam. Depois de uma pausa com a marca, tive um Tipo 94 que comprei de um amigo com 14 mil kms, rodei até os 120 mil kms, foi meu primeiro carro com ar condicionado, muito bom, fora a suspensão que era um lixo, vendi antes que as rodas se soltassem. Depois peguei um Uno 96 EP com 20 mil km que era da minha irmã, este sim, muito bom, vendi com 120 mil kms somente por causa do custo do seguro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>