MENU

domingo, 23 de março de 2014 - 23:55Antigos em geral, Gomes

BRITISH GUY

SÃO PAULO (Vermelho Índio) – Sempre quis ter um carrinho inglês. “Jaguar? Land Rover? Rolls Royce?”, perguntavam. “Avenger”, eu respondia.

avenger73

70 comentários

  1. Franco disse:

    Amigos,O Pai do desenvolvimento dos Dodge 1800,é um Ourinhese(ao lado de Assis-SP),da Familia Marinho(Mario Cézar Camargo Filho),ele por sua vez repontecializou os “pequenos dodges”,resultando em carros rápidos e seguros ,do ponto de vista automobilismo da época.Leiam por gentileza…
    http://dodgefever.blogspot.com.br/2011/07/marinho-o-padrinho-do-polara.html

    Sou apaixonado por carros(tecnólogo em mecânica),um amigo meu tem uma jóia,um dodge polara 1976 pouco rodado,inteiro original.Essa relíquia foi adquirida na Marinho Veiculos de Ourinhos(Prop: Marinho),se quiserem informações,me enviem e-mail,ele sempre falar em vender o carro,deve valer na faixa de 16 a 20 mil,tem estilo muscle car,com a cor marrom persa,rodas com sobre aros,e faróis duplos,sendo os do meio amarelos…Lindo carro!! [email protected]

  2. Eugenio Chiti disse:

    Não dá mesmo pra entender os ingleses. Hillman Avenger, Morris Marina e Austin Allegro: Todos carros bacanas que eles odeiam…

  3. Eduardo Britto disse:

    Doginho é doginho. Ponto.

  4. antonio seabra disse:

    Tive 2, um Polara 76 de 4 faróis e um Polara 78 de farois quadrados. Adorava os carros.
    Ambos ganharam volantes Momo, contagiros sobre o volante, TKR cara preta, pneus radiais e foram ligeiramente rebaixados. Eram uma delicia de guiar rapido em trechos sinuosos, fossem de baixa ou de alta.

    Quando a versão de farois quadrados foi lançada, eles participaram e ganharam um rali, acho que em Campos do Jordão. Como o simbolo do carro era um Leão estilizado, a Chrysler lancou uma propaganda de pagina inteira de jornal, com o slogan: “O Leão da Montanha”. Foi uma bela peça publicitária.

    O culpado dessa minha paixão por esses carrinhos simpáticos foi um Polara 1976 (4 farois) prata, com vidros rayban, que foi preparado desde 0 km para participar de corridas de D.1. Esse carro fez apenas uma corrida de estreantes em Interlagos (traçado antigo), fez um excelente 4° lugar e depois ficou uns 4 meses guardado na minha casa. Eu usava ele um pouco nos finais de semana, para não ficar muito tempo parado. O carro tinha vidros rayban, suspensão rebaixada e amortecedores reguláveis, o motor tinha o cabeçote feito pelo Bruno Brunetti, a preparação foi feita na oficina do Regis Schuck. A unica coisa que denunciava que era um carro de corridas era o Santo Antonio tipo gaiola, muito bem feito. Na epoca ele andava na frente de muito carro de rua top, tipo Passat TS e VWs e Brasilias com muita preparação, Era Show !!! Quando o dono decidiu que não ia correr mais (nasceu a filha e a esposa tirou o habeas corpus) resolveu vende-lo, eu não tive bala para compra-lo: estava inteiro e muito pouco rodado. (uns 7.000 km). Por causa dele, 1 ano depois comprei o meu primeiro Polara, e mais 1 ano depois, comprei o segundo, que tentei deixar igual a ele, só faltou a preparação do motor e os amortecedores…

    Flavio, parabéns pela compra. A coleção tá ficando impressionante !!!

    Antonio

  5. Fernando disse:

    Nasceu pra ser vermelho, ta lindo… que inveja.

  6. Atilio Santarelli disse:

    Esse carro nasceu em São Caetano, fui o segundo dono dele…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>